Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 18-11-2013

SECÇÃO: Informação

Fernanda Carneiro apresentou livro em Braga

A autora na sessão de autógrafos
A autora na sessão de autógrafos
A cabeceirense Fernanda Carneiro apresentou no passado dia 15 de novembro, na biblioteca pública Craveiro da Silva, em Braga, a sua mais recente obra intitulada ‘Minha Terra, Nossa Gente’.
Uma iniciativa que juntou familiares, amigos e população em geral que ali se deslocaram para partilhar com a autora mais um momento cultural.
A apresentação do livro esteve a cargo de Rui Sarapicos, jornalista do Correio do Minho, que fez uma interessante abordagem sobre esta antologia de crónicas que regista diversos momentos e pessoas ao longo dos anos e que, de uma forma simples, transmite às gerações mais novas usos e costumes de um passado, por vezes recente.
Ao registar em livro os seus escritos, Fernanda Carneiro deixa assim, para a posteridade testemunhos de um tempo que já não se vive e de um território do país que vai ficando à margem do muito que se faz. Neste livro, a autora perpassa histórias, lugares e gentes, destaca autores como Camilo Castelo Branco, que admira, e desta forma recorre a um processo de inclusão das terras de Basto nas grandes obras da literatura portuguesa.
Ao abordar personagens autênticas que viveram em Cabeceiras de Basto, faz igualmente uma inclusão de pessoas que ficam para a posteridade e que caso contrário seriam esquecidas.
‘Obcecada’ pela história local, pelos usos e costumes dos seus avoengos, Fernan-da Carneiro regista assim, tempos e modos que hoje são reveladores de interes-se não só demográfico como sociocultural. São interpretações da vida social do século XX que, com o apoio da editora Labirinto, inclui na bibliografia concelhia.
Na apresentação do livro marcou igualmente presença o Presidente da Assembleia Municipal, Eng.º Joaquim Barreto, em representação do Município, elogiou o livro ‘Minha Terra, Nossa Gente’ de autoria da cabeceirense Fernanda Carneiro que faz referência à “nossa identidade, ao território e às pessoas”. Para o autarca, esta publicação assume significativa importância no mundo em que vivemos, por vezes desprovido de memória e no qual nos perdemos na história. Acrescentou ainda, que “nas suas obras, a autora consegue mostrar o orgulho e o sentimento pela sua terra e pela sua gente, falando das pessoas, das tradições ou das coletividades, registos importantes para quem gosta da sua terra, nomeadamente Cabeceiras de Basto, uma terra do interior, cuja matriz essencialmente rural, lhe confere riqueza e atratividade”. Para o Presidente da Assembleia Municipal estes livros têm uma particularidade, “o de falar das pessoas e das terras do interior de Portugal e da sua identidade” concluiu o autarca que uma vez mais se congratulou com a iniciativa.
No uso da palavra, a autora agradeceu a presença de todos os que ali se deslocaram para assistir à apresentação do seu livro, onde divulga textos que caracteriza simples e emotivos. Fernanda Carneiro diz tratar-se de uma obra que fala dos mais diversos assuntos, desde a história local, às experiências de vida, aos homens e mulheres com quem aprendeu e a ajudaram a crescer. Fala igualmente daqueles que deixaram as suas marcas no território, lembrando ainda, os momentos bons, mas também os mais difíceis por que passou como a morte recente do seu marido. Faz incursões a acontecimentos e personagens históricas, mas também a episódios da atualidade que a surpreendem. Fernanda Carneiro é uma mulher atenta ao que se passa. É uma mulher simples e com a sua simplicidade aviva memórias, enaltece pessoas e feitos e regista testemunhos que se revelam importantes contributos para o enriquecimento da bibliografia de Cabeceiras de Basto.
A apresentação do livro ‘Minha Terra, Nossa Gente’ terminou com uma sessão de autógrafos.
De referir ainda que Fernanda Carneiro estará no próximo dia 30 de novembro, em Mondim de Basto, mais precisamente, na auditório da biblioteca municipal, onde pelas 15h00, apresentará igualmente o seu livro.





© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.