Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 28-10-2013

SECÇÃO: Informação

A propósito da notícia
“ARCA continua a ser notícia”

A ARCA diz que os factos narrados no jornal Ecos de Basto são falsos.
Sobre este assunto cumpre-nos esclarecer:
O jornal Ecos de Basto sabe de fonte segura que a ARCA foi constituída argui-da.
A notícia publicada na edição 424, de 7 de outubro, revela que a fiscalização da Câmara detetou uma ligação direta do seu sistema próprio de recolha de águas residuais à rede pública de saneamento.
Sobre este facto a ARCA nada diz.
Pergunta-se: O que é que é falso?
A mesma notícia refere que alguns técnicos da autarquia foram sequestrados no interior das instalações da ARCA.
No direito de reposta a ARCA diz que bastava aos três homens aceder à via pública com um pequeno impulso sobre um portão existente. Que é como quem diz: teriam que saltar o portão. Como se percebe ficaram retidos dentro das instalações do Lar e Creche da ARCA.
Pergunta-se: O que é que é falso?
No texto são suscitadas dúvidas quanto à aplicação do financiamento público.
A ARCA vem dizer que o financiamento público para a construção do Lar e Creche foi devidamente aplicado.
Pergunta-se: Onde foi aplicado o financiamento recebido para a construção da ETAR que não foi construída? Foi o projeto alterado? Foi a candidatura reformulada?
Para afirmar que é falso não seria melhor provar?

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.