Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 28-10-2013

SECÇÃO: Informação

A propósito da notícia

foto
“Relação de Guimarães anula ato eleitoral da Associação Recreativa e Cultural do Arco de Baúlhe”

A propósito da notícia com o título “Relação de Guimarães anula ato eleitoral da Associação Recreativa e Cultural do Arco de Baúlhe” publicada em anterior edição, o Ecos de Basto esclarece:
foto
Na página 1 do acórdão do Tribunal da Relação de Guimarães que aqui reproduzimos está escrito que:
1. Contra a ARCA foi deduzida ação declarativa pedindo que seja anulado o acto eleitoral realizado em 17 de abril de 2010;
foto
2. Que a ré (ARCA) contestou;
3. Que os autores da ação declarativa replicaram mantendo o alegado;
4. Que teve lugar a audiência de julgamento, após o que foi proferi-da sentença, declarando anulado o acto eleitoral da ré (ARCA);
foto
5. Que discordando da sentença, dela interpôs recurso a ré (ARCA)
Na página 2 do referido acórdão pode ler-se:
“O recurso (da ré - ARCA) foi admitido como apelação.”
Na página 12 do mencionado acórdão está escrito:
“Conclui-se, assim, pela improcedência das conclusões da alegação da apelante (ARCA), com a confirmação da sentença recorrida”
Na página 13, última do acórdão, está dito:
“DECISÃO Em face do exposto, decide-se julgar improcedente a apelação, confirmando-se a sentença recorrida. Custas pela apelante”
Da parte do jornal “Ecos de Basto”, sem mais comentários!






© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.