Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 28-10-2013

SECÇÃO: Informação

Direito de Resposta
“Relação de Guimarães anula ato eleitoral da Associação Recreativa e Cultural do Arco de Baúlhe”

Da Presidente da Direção da ARCA recebemos um texto com um pedido de publicação, ao abrigo do direito de resposta, sobre o artigo publicado pelo jornal “Ecos de Basto”, na sua edição do passado dia 16 de setembro, sob o título mencionado em epígrafe que aqui se reproduz:
Ao tomar conhecimento do texto publicado no jornal “Ecos de Basto”, edição nº 423, de 16 de setembro de 2013, a Direção da ARCA vem, na defesa do bom nome da Associação e ao abrigo dos artº 24º e 25º da Lei de Imprensa (Direito de Resposta), esclarecer que o ato eleitoral que elegeu os presentes órgãos sociais, nomeadamente Direção, Assembleia-geral e Conselho Fiscal é válida, eficaz e de total efeito.
Todos os actos administrativos ou quaisquer outros de Direção estão igualmente válidos, eficazes e com total efeito.
As questões colocadas no texto, se colocadas previamente à ARCA, teriam resposta adequada evitando consternação e preocupação, sentimentos manifestados pelos utentes e beneficiários da actividade social da ARCA.
O financiamento comunitário recebido pela ARCA foi devidamente aplicado nas obras de construção do Lar e Creche. Os postos de trabalho estão assegurados e os utentes mantêm os serviços de que beneficiam.
É falso que na origem deste processo tenha estado um desentendimento entre directoras da ARCA. Desconhece a Direção da ARCA o propósito deste processo e outros que contra a Associação vêm sendo movidos. Mas sabe a ARCA e a sua Direção que os mesmos, ainda que ocultos e de difícil combate, serão pacificados e, a Associação, prosseguirá a finalidade social e cultural que sempre prosseguiu.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.