Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 07-10-2013

SECÇÃO: Informação

Cabeceiras de Basto viveu onze dias de festa em honra de S. Miguel

Presidentes da Câmara e da Comissão de Festas em direto  no programa da TVI - 'Somos Portugal'
Presidentes da Câmara e da Comissão de Festas em direto no programa da TVI - 'Somos Portugal'
Milhares de pessoas visitaram Cabeceiras de Basto de 20 a 30 de setembro por ocasião das Festas Concelhias, vulgarmente designadas por Feira e Festas de S. Miguel.
Ao longo dos 11 dias de animação, o programa das festas, promovidas pela Organizada pela Câmara Municipal e pela cooperativa Basto Vida, colocou em destaque as corridas de cavalos, as chegas de bois, a desfolhada tradicional, o cortejo etnográfico, o concurso pecuário, a garraiada, os cantares ao desafio, os bombos e gigantones, as concertinas, o teatro e muita música popular, com realce para as atuações de ‘Quim Barreiros’ e ‘Augusto Canário’.
Joaquim Barreto e China Pereira inauguraram edição 2013 da Agro Basto
Joaquim Barreto e China Pereira inauguraram edição 2013 da Agro Basto
Apesar do mau tempo que se fez sentir durante o último fim de semana de festividades, no dia 29 de setembro, Dia de Feriado Municipal, milhares de pessoas assistiram à grandiosa procissão em honra de S. Miguel. Nesta sentida manifestação religiosa, os autarcas do Município fizeram-se acompanhar pelo presidente da autarquia francesa de Neuville-sur-Saône, Jean-Claude Olivier, que está de visita a Cabeceiras de Basto. Refira-se que aquela localidade da região de Lyon é geminada com Cabeceiras de Basto há 16 anos.
Também no passado dia 29, o programa da TVI ‘Somos Portugal’ fez a sua emissão em direto a partir do Parque do Mosteiro, uma iniciativa que trouxe muita alegria e muita folia às Festas de S. Miguel. A noite encerrou com as atuações da Banda Cabeceirense e da Banda de Música de Amarante na Praça da República.
Abertura do portal da feira juntou centenas  de pessoas no Campo do Seco
Abertura do portal da feira juntou centenas de pessoas no Campo do Seco
O dia 28 de setembro ficou marcado pela realização do Concurso Pecuário, uma organização da Câmara Municipal em colaboração com a Mútua de Basto/Norte, pela realização das Chegas de Bois, pela atuação do artista popular Augusto Canário e ainda pela ‘Noite de Estrelas’ organizada pela Associação Contacto.
Mesmo com as condições climáticas adversas, uma multi-dão de gente, oriunda de vários pontos do norte do país, deslocou-se a Cabeceiras de Basto para assistir às iniciativas que colocaram em destaque o património, as tradições e as potencialidades do concelho.
Filme promocional de Cabeceiras de Basto foi exibido na Agro Basto
Filme promocional de Cabeceiras de Basto foi exibido na Agro Basto
Nesta edição 2013, a Agro Basto – Exposição/Feira das Atividades Económicas contou com 130 expositores dos mais diversos ramos de atividade que promoveram a economia local, a cultura e o turismo das Terras de Basto, um certame que encerrou com um balanço positivo.
Desde o artesanato, aos tratores, alfaias agrícolas e automóveis, passando ainda pelo setor agroalimentar, a Agro Basto contou, ainda, com a presença de diversas instituições e empresas da região, assim como com a participação de diversos criadores de gado bovino (barrosã, maronesa e minhota), caprino (bravia), ovino (bordaleira d’entre Douro e Minho), cavalar (garrano) e suíno (porco bísaro). A 37ª Agro Basto, para além de ser uma grande mostra de equipamentos, produtos e serviços, visou também a promoção socioeconómica, cultural e turística das Terras de Basto.
Alunos do Externato vestiram-se a rigor  para a abertura da feira
Alunos do Externato vestiram-se a rigor para a abertura da feira
Organizada pela Câmara Municipal e pela cooperativa Basto Vida, a edição 2013 da Feira e Festas de S. Miguel contou com a colaboração da Comissão de Festas, da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses, da Paróquia de Refojos, das Juntas de Freguesia, dos expositores, comerciantes, feirantes, industriais e ainda com a colaboração de vários patrocina-dores que fizeram desta iniciativa mais um evento de sucesso em Cabeceiras de Basto.

Academia 'Sempre em Forma' fez demonstração
Academia 'Sempre em Forma' fez demonstração
Cortejo Etnográfico apresentou usos e costumes mais genuínos desta terra
de Basto
Bandas Cabeceirense e de Amarante  tocaram na Praça
Bandas Cabeceirense e de Amarante tocaram na Praça

Milhares de pessoas assistiram, no dia 22 de setembro, ao magnífico cortejo etnográfico que percorreu as principais ruas da vila de Cabeceiras de Basto. Dezenas de viaturas e participantes de todas as freguesias apresentaram os usos e os costumes mais genuínos desta terra de Basto.
Encontro de Bombos juntou milhares  de aficionados
Encontro de Bombos juntou milhares de aficionados
O cortejo refletiu o trabalho de uma equipa - constituída pelo Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, pelas Juntas de Freguesia, responsáveis pela Comissão de Festas, associações, entre outros - que nos últimos meses laborou em permanência, reunindo com as diferentes autarquias e as coletividades locais e envolvendo as diferentes faixas etárias da população na escolha dos temas que, no seu entender, melhor identificassem cada uma das localidades.
Apresentando outros olhares sobre o património concelhio, o cortejo exibiu quadros cénicos representativos das profissões, do património edificado e natural, das atividades agrícolas e outros painéis alusivos ao artesanato, ao folclore e às tradições. O dia a dia das mulheres de Abadim; o Largo da Serra do Arco de Baúlhe; os moinhos da freguesia de Alvite; os carpinteiros de Basto; o ciclo da lã ao vivo, de Bucos; a doçaria tradicional de Cavez; o vinho de Cabeceiras de Basto (S. Nicolau); os sairreiros, da Faia; a produção das batatas, em Outeiro; a fonte das mamas, de Painzela; a ordenha de Passos; a festa de Sta. Bárbara, de Pedraça; a Casa da Cadeia de Refojos; o ciclo do pão de Riodouro; e a almofada de pocha ou moinha, da freguesia de Vilar de Cunhas, evocaram assim diversas práticas tradicionais.
Chegas de Bois mobilizaram numeroso público
Chegas de Bois mobilizaram numeroso público
O cortejo etnográfico, que teve como objetivo promover e divulgar a cultura popular e etnográfica desta terra de Basto, envolveu a participação de centenas de pessoas.
De referir que este cortejo etnográfico, marcado por uma forte componente cénica, emergiu também de um trabalho de transformação cultural que tem sido levado a cabo no concelho, com a criação e dinamização do Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto. Uma iniciativa que tem vindo a agregar diversos agentes e população local em torno de oficinas de teatro, de escultura e de expressão, que tem registado o agrado e grande adesão por parte de crianças, jovens, adultos e idosos, onde todos podem participar e dar o seu contributo.
Corridas de Cavalos a Galope foram um sucesso
Corridas de Cavalos a Galope foram um sucesso


Cortejo Etnográfico deu a conhecer costumes  mais genuínos
Cortejo Etnográfico deu a conhecer costumes mais genuínos


Desfolhada Tradicional juntou gerações  no Parque do Mosteiro
Desfolhada Tradicional juntou gerações no Parque do Mosteiro


Procissão de S. Miguel juntou milhares  de romeiros
Procissão de S. Miguel juntou milhares de romeiros


Programa 'Somos Portugal' da TVI   em direto do Parque do Mosteiro no dia 29
Programa 'Somos Portugal' da TVI em direto do Parque do Mosteiro no dia 29


Quim Barreiros trouxe multidão  ao Parque do Mosteiro
Quim Barreiros trouxe multidão ao Parque do Mosteiro


Ronda das Concertinas animou certame
Ronda das Concertinas animou certame














































































































































































































































































© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.