Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 26-08-2013

SECÇÃO: Opinião

Paróquia de S. Cristóvão Freguesia de Mondim de Basto

foto
A igreja matriz da paróquia de S. Cristóvão, é um monumento oitocentista, construído por volta dos séculos XII/XIII, encontrando-se bastante degradado, principalmente o seu telha-do, que terá de ser totalmente substituído.
A Fábrica da Paróquia de S. Cristóvão, realizou recentemente um projeto de renovação para a igreja matriz, chamando à atenção dos paroquianos para o estado em que ela se encontra e pedindo a colaboração de todos, para a sua restauração.
Este trabalho tem que ser realizado com o maior cuidado, tendo em conta as pinturas dos tetos de invulgar qualidade e bastante antigas.
Entre as ofertas já recebidas, um destaque especial para o “GRUPO DE CANTARES DA REGIÃO DE BASTO – asbl”, com sede em DIEKIRCH – LUXEM-BURGO, representado pelos seus diretores, Hélder de Freitas, D. Ângela Ferreira e Luís Lopes, que se dignaram corresponder ao apelo que lhes foi dirigido, para participar na ajuda da recuperação da igreja matriz, contribuindo com um cheque de mil e cem euros.
No momento de crise que o país atravessa, sabe-se quão difícil é à nossa população, corresponder a este apelo.
Mas, os promotores desta obra, acreditam no altruísmo dos Mondinenses e no dos seus benfeitores.
Este maravilhoso e ancestral monumento oitocentista, foi berço dos nossos pais, é hoje muito nosso e será dos nossos filhos e netos depois. Assim, toda a população desta paróquia, tem obrigação de colaborar nas obras da igreja matriz.
A Fábrica da Paróquia de S. Cristóvão e o seu Pároco Manuel José de Moura Machado, responsáveis por este movimento de solidariedade, ficam eternamente agradecidos a todos os que se dignaram colaborar nesta cruzada de bem-fazer.
foto
Todas as capelas da freguesia, há muito em estado de degradação, foram restauradas e hoje apre-sentam-se da cara lavada, com telhados restaurados e os interiores, com os altares com novas pinturas, a cheirar a novo.
Está de parabéns a nova Comissão da Fábrica da Igreja, que se não tem poupado em esforço, para que o culto possa ser exercido com mais dignidade.
* Colaborador

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.