Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 25-03-2013

SECÇÃO: Informação

Município entregou Medalha de Mérito Público à Associação de Utilidade Pública

Secretário de Estado Dr. Nuno Brito, presidiu à cerimónia evocativa
Secretário de Estado Dr. Nuno Brito, presidiu à cerimónia evocativa
Secretário de Estado da Alimentação na celebração das bodas de prata da Mútua de Basto/Norte

A Associação de Desenvolvimento Rural Mútua de Basto/Norte celebrou no passado dia 17 de março as bodas de prata – 25 anos ao serviço dos agricultores e do desenvolvimento rural. O Secretário de Estado da Alimentação e da Investigação Agroalimentar, Dr. Nuno Brito, que presidiu à cerimónia, descerrou a placa alusiva à efeméride nas instalações da Mútua de Basto/Norte, na Rua Antunes Basto, na vila de Cabeceiras de Basto. Acompanharam-no, neste ato, o presidente da Câmara Municipal e também presidente da direção da Mútua, Eng. Joaquim Barreto, o presidente da Assembleia Municipal, Dr. Serafim China Pereira, o presidente da Assembleia-geral da Mútua, Eng. Carlos Duarte e o presidente da Junta de Freguesia de Refojos, também ele presidente do Conselho Fiscal da Mútua, Francisco Alves.
Durante a sessão, que decorreu no Auditório Municipal Ilídio dos Santos, o presidente da Assembleia Municipal, Dr. China Pereira, entregou ao presidente da direção da Mútua de Basto/Norte, Eng. Joaquim Barreto, a Medalha de Mérito Público – Grau Prata, que resulta da deliberação, aprovada por unanimidade, na reunião do Executivo Municipal do 21 de fevereiro de 2013, no âmbito da passagem do 25º aniversário de existência da associação e da sua atividade efetiva ao serviço dos agricultores e do mundo rural, “que muito tem contribuído para a valorização e promoção do território e da qualidade de vida das pessoas de Cabeceiras e das Terras de Basto”, lê-se na referida deliberação.
O Secretário de Estado da Alimentação e da Investigação Agroalimentar considerou que “este trabalho de 25 anos da Mútua é de longe uma grande mais-valia para a associação se situar perante o novo quadro comunitário e perante o futuro”. E afirmou: “o momento é agora de reflexão para percebermos o que podemos fazer de mais e melhor para o futuro e neste momento a Mútua tem um desafio muito maior e o novo Plano de Desenvolvimento Regional (PDR) permitir-lhe-á impulsionar a organização dos produtores, inovar e melhorar a sua atividade. Tenho a certeza de que daqui a 25 anos diremos que valeram a pena mais 25 anos de trabalho”.
Nuno Brito considerou, ainda, que “em territórios de baixa densidade, em que há necessidade de escoar os produtos localmente e estimular a proximidade e a qualidade do produto, a Mútua constitui-se como uma mais-valia para o território”.
Afirmando que “todos somos poucos para melhorar os índices económicos das regiões”, o governante realçou que Portugal “tem hoje um setor dinâmico na agricultura”.
Por fim, desejou que “o futuro seja sinónimo de maior crescimento, modernidade e inovação no setor agrícola”.

“A Mútua adquiriu experiência, conhecimento e renovou-se estando preparada para enfrentar os novos desafios”

Dr. China Pereira presidente da Assembleia Municipal entregou Medalha de Mérito Público à Associação
Dr. China Pereira presidente da Assembleia Municipal entregou Medalha de Mérito Público à Associação
Depois de evidenciar o percurso da Mútua de Basto/Norte ao longo destes últimos 25 anos, Joaquim Barreto garantiu que “a Mútua adquiriu experiência, conhecimento e renovou-se e considero que hoje estamos preparados para enfrentar os novos desafios e para acompanhar a evolução dos tempos, certamente com a colaboração e a compreensão dos Governos”.
O presidente da direção da Mútua destacou, na sua intervenção, a criação do Banco de Terras, desejando que o processo “pudesse avançar”. E confirmou: “nós somos os pais do Banco de Terras e estamos disponíveis para colaborar com o Governo. Mas não abdicamos da nossa paternidade em relação ao Banco de Terras”. Joaquim Barreto relembrou que “a crise empurra as pessoas para a terra” sendo “necessário encontrar os meios para desbloquear a instalação dos agricultores”.
Barreto mostrou-se, ainda, “um defensor do movimento associativo” considerando as associações “parceiros importantes para os municípios e para os governos”.
O presidente da Câmara Municipal e também presidente da direção da Mútua testemunhou o seu apreço pelo trabalho desenvolvido pelo hoje Secretário de Estado da Alimentação e da Investigação Agroalimentar, Dr. Nuno Brito, “um homem que começou como técnico em Cabeceiras de Basto e que hoje desempenha altas funções no Governo”. E acrescentou: “quero dizer que é com estes governantes que temos esperança e mais confiança no futuro porque o Dr. Nuno Brito revela um conhecimento do país real e isso é que é importante: que haja homens que conheçam o país a que tenham vontade e competência para servir o país”.
Joaquim Barreto recebeu título de sócio fundador da Mútua de Basto/Norte
Joaquim Barreto recebeu título de sócio fundador da Mútua de Basto/Norte
Joaquim Barreto desejou “que estes 25 anos sirvam de lastro para se continuarem a desenvolver políticas de valor para os agricultores e para os territórios e que as pessoas comecem a ter esperança nestes tempos de crise”. E relembrou: “só no concelho de Cabeceiras de Basto candidataram-se ao PRODER 50 agricultores que obtiveram financiamentos na ordem dos 4 milhões de euros, o que é muito importante e sinal de que os meios rurais são atrativos. É desta forma que poderemos ajudar a resolver a crise em que estamos”, finalizou o autarca e presidente da direção da Mútua de Basto/Norte.

Centro Tecnológico
da Carne no Norte

No uso da palavra, o presidente da Assembleia-geral da Mútua, Eng. Carlos Duarte, salientou que “estamos num momento em que temos de revitalizar os nossos territórios, valorizando os nossos recursos económicos e trazer, eventualmente, aqui uma perspetiva daquilo que é o contributo para a coesão territorial e para um desenvolvimento mais sustentável que, ambientalmente, possa proteger os nossos recursos”.
Carlos Duarte falou, ainda, da expectativa de criação de um Centro Tecnológico da Carne no Norte de forma a que a Mútua “possa garantir melhores condições à qualidade do produto”.
Na sua intervenção, o presidente da Assembleia Municipal, Dr. China Pereira, destacou “os 25 anos de atividade intensa da Mútua aos serviços do agricultores, tendo criado condições para o desenvolvimento local das Terras de Basto em geral e de Cabeceiras de Basto em particular e, mais recentemente, abraçando uma área de intervenção muito vasta, o Norte de Portugal”.
Deixou, também, “palavras de agradecimento a todos os dirigentes e funcionários que, desde a primeira hora, deram vida a este projeto e muito em especial ao Eng. Joaquim Barreto”.
E finalizou: “Cabeceiras de Basto orgulha-se de ter homens como o Eng. Joaquim Barreto que, de uma forma determinada, persistente, lutadora e voluntariosa, conseguem para este território projetos de grande alcance social e económico, contribuindo de um forma efetiva, concreta e real para o progresso da nossa terra e das nossas gentes”.
Coube ao Eng. Manuel Ramos, que trabalha na Mútua de Basto/Norte há 17 anos, falar em nome de todos os trabalhadores da instituição “que ficará inevitavelmente para a história da região de Basto”.
Foi com “profunda emoção” que Manuel Ramos falou da evolução que a Mútua de Basto/Norte sofreu ao longo dos anos e do seu impacto no desenvolvimento da região.
“Claro está que tudo isto não é (só) obra do Espírito Santo. É fruto de um trabalho árduo por parte de um grupo de pessoas, impulsionadas pela visão, espírito combativo e determinado do Eng. Joaquim Barreto que, em boa hora, decidiu criar a Mútua”, disse.
Enalteceu, ainda, “a dedicação, companheirismo, a amizade e o espírito de entreajuda que sempre existiu entre todos”, deixando palavras de apreço aos agricultores e associados “porque são eles que animam a nossa comunidade e são a razão da nossa existência”.
Ambicionou, por fim, “que e Mútua continue a assumir-se como uma das alavancas para o nosso desenvolvimento e se constitua como um parceiro privilegiado na procura de soluções para o desenvolvimento integrado da região”.

Entregues certificados e a medalha comemorativa dos 25 anos aos sócios fundadores, sócios honorários e individualidades presentes

Durante a sessão foram, ainda, entregues certificados e a medalha comemorativa dos 25 anos aos sócios fundadores, sócios honorários e individualidades presentes.
Foram, ainda, entregues o título de Sócio Honorário ao Eng. Vítor Barros, antigo Secretário de Estado do Desenvolvimento Rural, e ao Secretário de Estado da Alimentação e da Investigação Agroalimentar, Dr. Nuno Brito.
No final, durante o almoço-convívio promovido pela Mútua de Basto/Norte, os convidados cantaram os parabéns à associação.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.