Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 25-03-2013

SECÇÃO: Informação

Feira do Cocido de Lalín apresentada em Cabeceiras de Basto

D. José Crespo enalteceu trabalho desenvolvido na promoção das potencialidades de Cabeceiras de Basto
D. José Crespo enalteceu trabalho desenvolvido na promoção das potencialidades de Cabeceiras de Basto
No passado dia 7 de março, no âmbito da geminação estabelecida entre os Municípios de Cabeceiras de Basto e de Lalín (Galiza), em setembro de 2012, foi apresentada a Feira do Cocido de Lalín, uma iniciativa que teve como principal objetivo dar a conhecer à população local e regional, através dos meios de comunicação social, aquele certame com grande projeção na Galiza. O certame, que aposta na promoção dos produtos locais como forma de valorização do território galego, foi apresentado no edifício dos Paços do Concelho.
Na cerimónia marcaram presença os presidentes da Câmara e da Assembleia Municipal, Eng. Joaquim Barreto e Dr. Serafim China Pereira, assim como o alcaide de Lalín, D. José Crespo e o Conselheiro de Turismo, José Antonio Rodríguez.
A Feira do Cocido de Lalín é uma das principais feiras gastronómicas da Galiza, certame que em 2010 foi declarado como Festa de Interesse Turístico Nacional em Espanha. Na sua última edição, em fevereiro de 2013, juntou mais de 70 mil pessoas.
Com o intuito de potenciar os setores da restauração e da hotelaria, a apresentação do certame em Cabeceiras de Basto teve, também, como finalidade divulgar não só a iniciativa, como atrair novos públicos e fomentar novas formas de cooperação entre as duas terras.
Na sua intervenção, o presidente da Câmara Municipal, Eng. Joaquim Barreto, destacou a importância da valorização dos produtos locais como estratégia de desenvolvimento, colocando em evidência a identidade, os usos, costumes e tradições que são comuns aos dois concelhos do norte de Portugal e da Galiza.
“Queremos que esta identidade que existe se reforce, se amplie e se aprofunde”, desejou o edil, acreditando nas mais-valias que a troca de experiências e o intercâmbio cultural e económico possam ter no reforço da geminação entre Cabeceiras de Lalín.
Por seu turno, o alcaide de Lalín, D. José Crespo, destacou a importância que a Feira do Cocido tem na promoção dos produtos locais e nos efeitos positivos que o certame provoca na economia local e familiar, assegurando que o turismo é um setor que não deve ser descurado.
Afirmando que “em Cabeceiras de Basto se sente em casa”, D. José Crespo elogiou o trabalho, empenho e dedicação de Joaquim Barreto na promoção das potencialidades de Cabeceiras de Basto, manifestando vontade em “continuar a reforçar os vínculos de amizade” existentes entre os dois concelhos.
Coube ao Conselheiro de Turismo, José Antonio Rodríguez, dar a conhecer a todos os presentes o concelho de Lalín nas suas várias vertentes, desde a economia à cultura, passando pelo turismo.
A finalizar a sessão, o presidente da Assembleia Municipal, Dr. Serafim China Pereira, reconheceu publicamente o trabalho desenvolvido pelos dois Municípios no âmbito da geminação estabelecida em setembro último, enaltecendo, “os primeiros frutos” que esta jovem geminação está a dar.
Após a sessão, os autarcas, produtores, técnicos e pessoas ligadas ao turismo e desenvolvimento rural, que se associaram ao evento, tiveram a oportunidade de degustar o tradicional ‘cocido’ galego num restaurante local, uma iguaria confecionada por reconhecidos chefes de cozinha provindos daquela região da Galiza.
Com mais esta iniciativa, Cabeceiras de Basto e Lalín continuam a dar passos firmes para o estreitar de laços de amizade e cooperação entre os dois povos.
Refira-se que foi com o patrocínio do Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial Galiza/Norte de Portugal, na pessoa do diretor do AECT, D. Juan Lirón, que os autarcas de Cabeceiras de Basto e Lalín tiveram a oportunidade de se conhecer e de estabelecer um primeiro contacto no sentido de celebrarem um protocolo de geminação com o objetivo de desenvolverem projetos de interesse comum aos dois concelhos, no âmbito da Cooperação Territorial Galiza/Norte de Portugal.
Depois de várias visitas dos responsáveis cabeceirenses a Lalín e das visitas dos responsáveis lalinenses a Cabeceiras de Basto, o Município de Cabeceiras de Basto esteve representado, nos dias 2 e 3 de fevereiro, na Feira do Cocido em Lalín com um espaço de exposição e venda de produtos locais que pretendeu ser uma montra do concelho cabeceirense.
De acordo com os autarcas, o turismo do interior, a agricultura/pecuária, a cultura e a natureza são as áreas de intervenção que possibilitarão o desenvolvimento de intercâmbios e projetos comuns. E com tantas especificidades em comum podem adivinhar-se resultados muito positivos para ambos os territórios.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.