Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 11-02-2013

SECÇÃO: Informação

‘Cármen Miranda’ para ver e descobrir na Casa da Cultura

Presidentes da Câmara de Cabeceiras e do Marco de Canaveses e Diretor da Jóia Calçado participaram no evento
Presidentes da Câmara de Cabeceiras e do Marco de Canaveses e Diretor da Jóia Calçado participaram no evento
Continua patente ao público, até ao dia 31 de março, a exposição ‘Cármen Miranda - A pequena notável revisitada’, uma mostra constituída por recriações de figurinos e adereços e por um conjunto de painéis alusivos à obra da artista portuguesa que emigrou, ainda criança, para o Brasil.
A exposição que pretende homenagear a figura singular do mundo do entretenimento, que nasceu em 1909 no concelho de Marco de Canavezes, foi inaugurada no passado dia 1 de fevereiro na Casa Municipal da Cultura de Cabeceiras de Basto.
Organizada pela Câmara Municipal, através da empresa municipal Emunibasto, a iniciativa contou com a colaboração do Museu Municipal Cármen Miranda, sediado em Marco de Canavezes, e também com a colaboração do Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto (CTCMCB).
A cerimónia inaugural contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Engº Joaquim Barreto, do presidente da Câmara Municipal de Marco de Canavezes, Dr. Manuel Moreira, do vereador Francisco Pereira, da administradora da Emunibasto, Dra. Fátima Oliveira, da diretora da Régie Cooperativa Basto Vida, Dra. Catarina Ramos, alunos do Externato de S. Miguel de Refojos, assim como de membros da Assembleia Municipal e público em geral. Participou, ainda, nesta iniciativa, como convidado o diretor-geral da empresa Jóia Calçado, Dr. Luís Sá.

Vida e obra de Cármen Miranda

Na impossibilidade de aceder ao espólio da artista, doado pelo marido ao Governo Brasileiro, a Emunibasto agregou esforços e reproduziu a linha estética de Cármen Miranda no que concerne à indumentária e acessórios inventados pela “pequena notável”, designadamente na recriação de turbantes, plataformas, balangandãs e vestuário.
A exposição é, por isso, o resultado do trabalho de pesquisa sobre a ‘Baiana’ mas também da envolvência do CTCMCB, o que permitiu transformar a exposição numa homenagem digna à figura icónica de Cármen Miranda.
De referir que os painéis em exposição na Casa da Cultura foram cedidos pelo Museu Municipal Cármen Miranda, sediado em Marco de Canavezes.
Cármen trabalhou na rádio, no teatro de revista, no cinema e na televisão, tornando-se na primeira artista mediática do Brasil. Talentosa, ela cantava, dançava e atuava intuitivamente, criando uma personagem que seria uma representação do século XX. A sua carreira artística atingiu o auge entre as décadas de 1930 e 1959, no Brasil e nos Estados Unidos da Améria. Faleceu em agosto de 1955, aos 46 anos de idade.

Tertúlia em torno da emigração, empreendedorismo e das novas oportunidades laborais

A abertura do evento ficou também marcada pela realização de uma tertúlia em torno dos temas da emigração, empreendedorismo e das novas oportunidades laborais, na qual participaram os presidentes das Câmaras de Cabeceiras de Basto e do Marco de Canavezes e também o diretor da Jóia Calçado.
Na sua intervenção, Luís Sá, diretor-geral daquela empresa que completa, em 2013, 40 anos de atividade e que é detentora de uma fábrica de calçado na Zona Industrial da Ranha, Abadim, neste concelho, falou aos presentes, maioritariamente alunos do Externato, sobre a evolução da sua carreira profissional, da importância da dinamização do mundo empresarial e das oportunidades que o setor industrial traz aos jovens, não só aos licenciados mas a todos aqueles que queiram empreender, inovar e ser criativos, ajustando-se às necessidades do mercado de trabalho.
Depois de elucidar o público sobre a importância que o setor do calçado tem assumido nos últimos anos em Portugal, o que considerou “um exemplo positivo para o país”, Luís Sá desafiou os jovens “a ajudarem o país a crescer e a procurarem inspiração cá dentro” porque “o que é nacional é bom”.
Por seu turno, o presidente da Câmara de Marco de Canavezes, Dr. Manuel Moreira, apresentou Cármen Miranda aos jovens como um modelo para as novas gerações. Uma figura com “qualidades inatas” que emigrou com os pais para o Brasil, onde venceu no mundo artístico com a sua capacidade inventiva, talentosa e empreendedora.
O autarca falou, ainda, da importância dos intercâmbios culturais, sociais, económicos e outros entre os municípios, e da necessidade de uma “união e estratégias comuns” para que Portugal possa atravessar o momento de atual crise económica.
Manuel Moreira incentivou também os presentes “a não desistirem das suas vidas, nem do seu país”, afirmando: “eu acredito nas novas gerações”.
Depois de cumprimentar a plateia e agradecer a presença do autarca do Marco de Canavezes, o presidente da Câmara de Cabeceiras de Basto entusiasmou os jovens a “ficarem no seu país, ajudando-o a desenvolver-se”. Contudo, Joaquim Barreto explicou que o surto migratório a que assistimos hoje, sobretudo jovens qualificados, não pode somente ser visto como deixar a sua terra, mas também como uma oportunidade para que as novas gerações adquiram novos conhecimentos, contactem com novos povos e cresçam pessoal e profissionalmente. Conhecimentos esses que um dia podem “dar de volta ao seu país” contribuindo para o seu desenvolvimento.
O edil cabeceirense deu ainda como bom exemplo a empresa Jóia Calçado, que instalou uma unidade industrial em Cabeceiras de Basto, e que tem vindo a internacionalizar a sua atividade e os seus produtos.
Destacou, igualmente, a importância da cooperação entre o poder político, e o poder local em especial, com as empresas e os empresários, sem qualquer tipo de reserva, para a concretização de projetos de desenvolvimento das comunidades.
Joaquim Barreto felicitou, ainda, o pelouro da Cultura e a Emunibasto pela organização do evento.
No final, quatro jovens cabeceirenses brindaram a plateia com um singelo momento de dança, música e exibição de trajes alusivos às performances da artista Cármen Miranda que conquistaram o Brasil e os EUA, mais concretamente Hollywood.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.