Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 21-01-2013

SECÇÃO: Política

PSD está contra a construção do Centro Escolar e as Obras do Parque Urbano da Vila

'Novo' Centro Escolar de Refojos em fase de conclusão
'Novo' Centro Escolar de Refojos em fase de conclusão
Apór ter tomado conhecimento de um comunicado, emitido no dia 15 de janeiro, pelo PSD de Cabeceiras de Basto, intitulado “Mais um empréstimo, a dívida aumenta!”, a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto divulgou o seguinte esclarecimento:
“A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto apresentou, em tempo, e viu aprovadas duas candidaturas a fundos comunitários, uma para a construção de um novo Centro Escolar, na Cerca dos Frades, em Refojos, com um investimento global de 2.009.000,00 euros (dois milhões e nove mil euros) e outra para a criação e construção do Parque Urbano da Vila que irá beneficiar as margens da Ribeira de Penoutas, desde o Parque do Mosteiro até à Praça do Mercado (Praça Francisco Xavier de Almeida Barreto), com um investimento de 503 mil euros.
As candidaturas foram aprovadas com uma taxa de comparticipação, a fundo perdido, na ordem dos 75% a que corresponde o montante de 1.895.796,32 euros. Foi também conjuntamente aprovada para as obras antes referidas uma candidatura no quadro dos fundos comunitários e através do Banco Europeu de Investimento, na modalidade de empréstimo, no montante de 350 mil euros para complemento do financiamento, com taxas de juro bonificadas, e que não conta para a capacidade de endividamento do Município.
O segundo Centro Escolar de Refojos, na Cerca dos Frades, com 8 salas para o primeiro ciclo do ensino básico e 4 salas para o pré-escolar, resulta da recuperação do anterior estabelecimento de ensino, antiga EB1 de Refojos, que já não reunia as melhores condições para o efeito.
Obras do Parque Urbano prosseguem a bom ritmo
Obras do Parque Urbano prosseguem a bom ritmo
Quanto à criação do Parque Urbano da Vila de Cabeceiras de Basto, desde o Parque do Mosteiro até à Praça do Mercado, com passagem subterrânea sob a Avenida Francisco Sá Carneiro, é de referir que esta intervenção vai possibilitar a requalificação ambiental das margens da Ribeira de Penoutas, permitindo aos Cabeceirenses e aos visitantes uma ligação pedonal entre a zona histórica e uma das novas zonas de expansão urbanística da vila sede do concelho, com atrações culturais, ambientais, recreativas e de lazer, para além da relevante valorização do património consubstanciada na recuperação e melhoria da envolvente do Mosteiro de S. Miguel de Refojos.
Com a concretização destas ações e iniciativas em curso, estamos a pensar nos Cabeceirenses e no seu futuro, demonstrando a nossa grande e empenhada preocupação em aproveitar bem todas as oportunidades, captando e aplicando dinheiros da União Europeia em áreas tão importantes como a educação, o ambiente e o lazer.
Esta Câmara Municipal, como sempre o fez, tem orientado a sua gestão e o seu investimento com critérios muito rigorosos que promovem o bem-estar, valorizam o património e defendem o interesse dos Cabeceirenses e de Cabeceiras de Basto.
Gastar dinheiro e mal gasto, com o esbanjamento de dinheiros públicos, principalmente contraindo empréstimos em anos de eleições autárquicas, foi prática do PSD de Cabeceiras de Basto nos catorze anos que esteve à frente do Município e dos quais o seu atual Presidente da Comissão Política foi um dos principais apaniguados e apoiantes.
É caso para dizer: “Bem prega Frei Tomás, melhor o diz...” pior o fez e quer fazer!
Mas, também é caso para perguntar:
O PSD de Cabeceiras de Basto acha que não deveríamos ter aproveitado quase 2 milhões de euros concedidos a fundo perdido para investir em áreas fundamentais como a educação e a requalificação urbanística e ambiental?
O PSD de Cabeceiras de Basto está contra a construção de um moderno Centro Escolar que vai permitir a melhoria da qualidade do ensino e da aprendizagem das nossas crianças?
O PSD de Cabeceiras de Basto está contra a beneficiação de todo o vale da ribeira de Penoutas que virá conferir outra qualidade ambiental e um melhor ordenamento do centro da Vila de Cabeceiras de Basto?
Por fim, é de salientar que comunicados desta natureza têm a vantagem de ajudar os Cabeceirenses a perceber e a compreender que o PSD não quer o progresso e o desenvolvimento de Cabeceiras de Basto!”

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.