Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 21-01-2013

SECÇÃO: Informação

Casa da Cultura apresenta vida e obra de Carmén Miranda

Carmén Miranda
Carmén Miranda
A Casa Municipal da Cultura apresenta ao público, de 1 de fevereiro a 31 de março próximo, uma exposição sobre a vida e obra de Carmén Miranda.
Trata-se de uma portuguesa de nascimento, natural de Marco de Canaveses de seu nome Maria do Carmo Miranda da Cunha, que emigrou para o Brasil e foi criada na Lapa carioca, local que nas décadas de 1910 e 1920 era um caldeirão cultural de artistas, malandros e gente de todo tipo. Assimilando a estética, a linguagem e as novas sonoridades do lugar e da época, aprendeu as gírias e expressões das rodas boêmias, suas favoritas e criou um personagem que seria uma representação do século 20.
Carmen foi a primeira artista mediática do Brasil, trabalhando na rádio, teatro de revista, cinema e televisão. Talentosa, não só cantava, dançava e atuava, como sabia, intuitivamente, transitar com desenvoltura pelo que viria a tornar-se a indústria cultural. A sua carreira artística atingiu o auge entre as décadas de 1930 e 1959, no Brasil e nos Estados Unidos.
Carmén Miranda faleceu em agosto de 1955, aos 46 anos de idade.
A exposição pode ser observada na Casa Municipal da Cultura de Cabeceiras de Basto, de segunda a sexta-feira, entre as 9h00m e as 12h30m e as 14h00m e as 18h30m.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.