Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 21-01-2013

SECÇÃO: Informação

Posto Móvel de Atendimento ao Cidadão percorre aldeias

O Posto Móvel de Atendimento ao Cidadão continua a percorrer várias aldeias e freguesias do concelho, prestando serviços de proximidade seja na área da saúde, seja nas áreas social ou administrativa. Trata-se de serviços dirigidos à população cabeceirense, nomeadamente à que reside nos aglomerados mais distantes da sede do concelho ou à faixa etária mais idosa e com maiores dificuldades de modiblidade.
Além da telemedicina, que integra um conjunto de tecnologias e aplicações que permitem a realização nesta viatura móvel, de ações médicas à distância, é também feita a avaliação dos parâmetros vitais (avaliação arterial, índice de massa corporal, peso, altura, avaliação de glicemia capilar e avaliação do colesterol) e exames complementares de diagnóstico (electrocardiograma, espirometria e avaliação da saturação parcial de oxigénio).
Os dados são recolhidos na estrutura móvel, com o apoio técnico de uma enfermeira e são introduzidos numa base de dados ficando acessíveis ao próprio utente e aos profissionais de saúde. Para além desta informação, cada ficha realizada apresenta o histórico clínico de cada utente na qual estão registados os antecedentes de saúde, assim como a situação atual do utente, informação esta, essencial para uma correta e rápida avaliação clínica.
Os resultados são analisados numa central, através de um corpo clínico que é responsável pelo encaminhamento, tendo em vista o tratamento das situações diagnosticadas. A partir dessa base de dados é possível estabelecer-se uma comunicação entre o trabalho realizado nesta estrutura móvel junto da comunidade local e as estruturas de saúde, procurando-se desta forma, uma aproximação ao médico de família, tendo em vista a prevenção da doença e a promoção da saúde.
De referir que a criação do Posto Móvel de Atendimento ao Cidadão (PMAC) remonta ao ano de 2003, altura em que a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto decidiu disponibilizar ao munícipes vários serviços, nomeadamente, a prestação de cuidados de saúde. Estes serviços foram sendo reforçados ao longo dos anos, com a assinatura de protocolo de cooperação estabelecido em 2007 com a Administração Regional de Saúde do Norte – Sub-Região de Saúde de Braga, que permitiu optimizar esta estrutura ao nível do planeamento de saúde e dos recursos humanos.
A Câmara Municipal e a Cooperativa Basto Vida, têm vindo a assumir a parte logística do PMAC, que permite levar os serviços até à casa das pessoas, facto que traduz uma maior proximidade com a população e aumenta a equidade e a eficácia junto daqueles que mais precisam, dos mais idosos e também dos que vivem mais isolados, contribuindo assim, para aumentar o seu bem-estar e a consequente qualidade de vida.
Ao mesmo tempo que são disponibilizados serviços na área da saúde, nesta viatura, que ‘estaciona’ também junto dos espaços de convívio e lazer, é possível tratar de diversos assuntos ao nível do apoio social e administrativo de âmbito municipal. Por outro lado, e sempre que necessário, as enfermeiras afetas a este serviço visitam os domicílios para assim poder continuar a acompanhar os utentes que por motivos vários não possam deslocar-se ao PMAC.
De referir ainda que este Posto Móvel de Atendimento ao Cidadão abrange vários lugares das freguesias de Riodouro, Refojos, Cavez, Outeiro, Cabeceiras de Basto – S. Nicolau, Passos, Gondiães, Vilar de Cunhas, Abadim, Painzela, Bucos, Alvite, Pedraça, Vila Nune, Faia e Basto, cujos circuitos são diariamente divulgados através do facebook da Câmara Municipal e da Rádio Voz de Basto.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.