Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 03-12-2012

SECÇÃO: Informação

Formandas do Curso de Operador Pecuário visitam Mosteiro e Paços do Concelho

Visita à Igreja do Mosteiro de S. Miguel
Visita à Igreja do Mosteiro de S. Miguel
Um grupo de 17 formandas, acompanhadas pela sua formadora, do Curso de Operador Pecuário da Confederação Nacional de Agricultores a decorrer na Junta de Freguesia de Alvite, visitou no passado dia 30 de novembro vários espaços emblemáticos do concelho de Cabeceiras de Basto.
Nesta visita guiada pela técnica Manuela Martins, da Emunibasto, as formandas tiveram oportunidade de visitar a Igreja e Mosteiro de S. Miguel de Refojos, o Núcleo de Arte Sacra e o edifício da Câmara, designadamente a sala de sessões da Assembleia Municipal e o Salão Nobre dos Paços do Concelho.
A iniciativa inseriu-se no âmbito do projeto ‘Venha Conhecer o seu Concelho’, dinamizado pela empresa municipal Emunibasto, que tem como principal objetivo dar a conhecer aos visitantes o património edificado da vila de Cabeceiras de Basto, assim como as potencialidades do território. De referir que o projeto ‘Vem Conhecer o teu Concelho’ insere-se no Plano de Atividades e decorre ao longo de todo o ano.
Formandas no Núcleo de Arte Sacra
Formandas no Núcleo de Arte Sacra
No final, a visita revelou-se “muito interessante e cativante”.

Discurso direto:
Na sala de sessões da Assembleia Municipal
Na sala de sessões da Assembleia Municipal

Fernanda Leite, Petimão – Alvite (formanda)
“É a segunda vez que visito o mosteiro e achei a iniciativa muito rica e completa. A técnica que nos acompanhou fez uma visita muito interessante e foi muito esclarecedora. Hoje fiquei a conhecer melhor a história que envolve todo o mosteiro e também sobre o nosso concelho. Recomendo a visita a todas as pessoas porque é mesmo muito interessante”.
Maria José Oliveira (for-madora)
“Eu adoro este tipo de visitas e a deslocação ao Mosteiro de S. Miguel de Refojos surgiu na sequência de um trabalho que foi feito por uma formanda em que surgiam imagens do mosteiro. A apresentação do trabalho foi tão cativante que desafiei as formandas a visitar o mosteiro e a conhecer melhor a história e a cultura do seu concelho e viemos.
Gostei muito e um dia destes venho fazer uma visita com a minha família. É sempre bom conhecermos as histórias e os locais emblemáticos por onde passamos.
Muita gente do grupo e de cá e não conhece estes locais e, por isso, as decidi trazer. A formação profissional também é nisto: dar a conhecer melhor aos formandos a sua própria terra”.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.