Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 12-11-2012

SECÇÃO: Informação

Pela Câmara
Executivo Cabeceirense reuniu

Sob a presidência do Engº Joaquim Barreto, reuniu no passado dia 8 de novembro, no edifício dos paços do concelho, a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto.
Segundo informação divulgada, dos assuntos tratados, destaque para a prossecução dos apoios atribuidos às coletividades locais tendo em vista a realização de ações de natureza diversa, agregadoras da população e geradoras de dinâmicas sócio-culturais, desportivas e económicas que contribuem, não só para a ocupação salutar dos tempos livres dos cabeceirenses como também, para a promoção do concelho, aquém e além fronteiras.
Neste âmbito, o executivo decidiu apoiar a Banda Cabeceirense tendo em vista ajudar a suportar os encargos com a participação de um jovem músico, no concurso internacional de trompa que teve lugar em Itália e onde atingiu as meias-finais.
A Câmara decidiu igualmente apoiar o Centro Cultural, Social e Desportivo dos Trabalhadores da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, por forma a ajudar a suportar as despesas com a continuação do apoio social e sócio-económico aos seus associados, assim como, com a promoção de atividades diversas conducentes à ocupação salutar dos tempos livres, incentivando-os à dinamização e prática do desporto, à criação e desenvolvimento de grupos artísticos e à realização de iniciativas com destaque para a realização da festa de Natal dos trabalhadores da Câmara, Emunibasto e Basto Vida.
Ainda nesta óptica, o executivo decidiu apoiar logisticamente a Associação Promotora dos Desportos Motorizados de Basto, no âmbito da realização do I Raly de Abadim/Cabeceiras de Basto, agendado para o próximo dia 18 de novembro e no qual está prevista a participação de dezenas de equipas provindas não só do concelho como de vários pontos do país. De referir que os apoios concedidos representam um valor global de 3.290 euros.

Executivo manifesta pesar

Ainda na reunião, o executivo cabeceirense tomou conhecimento ao teor da carta enviada à família de Gaspar Roby tendo em vista a apresentação de sentidas condolências, na sequência do seu falecimento inesperado, no passado dia 26 do corrente mês de outubro. Na mesma, é referido que “a sua morte representa uma perda para a família, mas também para o concelho de Cabeceiras de Basto, já que Gaspar Roby, conjuntamente com a família, à semelhança do que havia acontecido já anteriormente com a Sra. Viscondessa do Peso da Régua, matriarca da família, mantiveram no passado recente uma estreita relação de cooperação com o Município de Cabeceiras de Basto, que muito contribuiu para o crescimento e desenvolvimento da vila do Arco de Baúlhe e dos Arcoenses”.

Câmara aprova voto de pesar pelo falecimento
do Prof. Manuel Carneiro

Na reunião, foi também aprovado um voto de pesar pelo falecimento, no passado dia 27 de outubro, do Prof. Manuel José do Carmo Carneiro. Este cidadão Cabeceirense, nado a 12 de janeiro de 1946, na freguesia de Refojos de Basto, deste concelho, foi professor do ensino básico. Desenvolveu simultaneamente atividade pública e política tendo sido autarca. Foi vereador da Câmara Municipal durante o período da Comissão Administrativa, logo após o 25 de abril, entre 1974 e 1976, e membro da Assembleia Municipal de Cabeceiras de Basto, entre 1994 e 2005. Foi igualmente e durante muitos anos colaborador da Câmara Municipal. Atualmente era membro da Comissão Municipal de Toponímia e coordenador da USCAB - Universidade Sénior de Cabeceiras de Basto.
De referir ainda que o Prof. Manuel Carneiro, para além de professor e autarca, foi sempre um homem da educação, das letras e da cultura. Interessado na história local vinha aprofundando e investigando, nos últimos anos, por gosto pessoal e vontade própria, mas também por força da sua participação muito ativa na Universidade Sénior o conhecimento da história de Cabeceiras de Basto e das suas gentes.
Era um homem inteligente, bem formado e muito culto que gostava de partilhar com os amigos, ou com todos aqueles com quem trabalhava ou se relacionava, o seu saber, nomeadamente, sobre o nosso passado, os usos e costumes e as tradições do nosso concelho.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.