Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 20-10-2012

SECÇÃO: Opinião

Poema Musical


O teu andar é poema musical
De ritmo suave e harmonioso,
É dança que descreve amor formoso,
Acompanhada a grande instrumental.

Os teus olhos de mistério abissal
São água estagnada de dois mares,
São leito permanente de pesares,
São dois remorsos de fazerem mal!

Manhã de Primavera é o seu sorrir,
É promessa de flor a florir
No sortílego canteiro dessa boca.

Conserva na tua alma, que eu não vejo,
A beleza divinal que te desejo,
Sê feliz, mas não queiras perecer louca.

Joaquim Marinho

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.