Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 01-10-2012

SECÇÃO: Informação

Cabeceiras de Basto e Lalín (Galiza) concretizam protocolo de geminação

Autarcas firmaram geminação em Lalin
Autarcas firmaram geminação em Lalin
Joaquim Barreto, Presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e D. José Crespo Iglésias, Alcaide de Lalín, Município da Galiza, assinaram no dia 18 de setembro, um protocolo de geminação com o objetivo de estabelecer e fortalecer relações culturais, económicas, turísticas e sociais entre os dois Municípios que contribuam para gerar riqueza e promover o desenvolvimento das gentes das duas localidades.
A cerimónia de assinatura deste protocolo decorreu na Sala de Sessões do Concelho de Lalín e nela estiveram presentes também o Diretor do Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial da Galiza/Norte de Portugal, Prof. Juan Lirón, o subdiretor da Junta da Galiza, D. José Lago e o Conselheiro de Turismo de Lalín, D. José António Rodriguez.
Equipamentos desportivos fizeram parte do roteiro das visitas
Equipamentos desportivos fizeram parte do roteiro das visitas
Segundo informação divulgada, os contactos entre os dois Municípios iniciaram-se no passado mês de Maio, sob o patrocínio do Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial da Galiza/Norte de Portugal, através do seu diretor que, acolhendo uma solicitação do presidente da Câmara de Cabeceiras de Basto, identificou Lalín, como um Município com caraterísticas semelhantes a Cabeceiras de Basto que permitiriam, num futuro próximo, uma relação de cooperação profícua, no âmbito da cooperação territorial transfronteiriça.
Na decurso da cerimónia, o edil Cabeceirense, Joaquim Barreto, congratulou-se com a assinatura deste Protocolo, assinalando que este momento “significa passar a escrito um pacto de amizade e cooperação que se espera muito vantajoso, assente numa identidade própria e associada a um interesse comum que é o desenvolvimento dos dois territórios”.
Por sua vez, o Alcaide de Lalín, José Crespo Iglésias, referiu que mais importante que assinar um protocolo é cumpri-lo, “fazer as coisas bem, com sentido comum, para que o acordo tenha proveito para ambos os povos”. E acrescentou: “queremos avançar com pé firme na articulação de um projeto de futuro que possa beneficiar Lalín e Cabeceiras de Basto”.
Produção agrícolas foi visitada pelos autarcas de Cabeceiras em Lalin
Produção agrícolas foi visitada pelos autarcas de Cabeceiras em Lalin
O Diretor do Agrupamento Territorial, D. Juan Lirón, salientou ser este o primeiro passo para o desenvolvimento de projetos comuns, que possam vir a aproveitar e a beneficiar das medidas que o próximo Quadro de Apoio Comunitário 2014-2020 irá disponibilizar para a Cooperação Transfronteiriça.
O protocolo agora assinado identifica como principais áreas de cooperação a promoção e o desenvolvimento do turismo, da gastronomia e enologia e, também, do setor agropecuário, não esquecendo o intercâmbio cultural que permita o conhecimento mútuo das tradições, dos usos e costumes e dos saberes dos dois povos.
Comitiva visitou unidade industrial
Comitiva visitou unidade industrial
Depois da cerimónia de assinatura do protocolo, os autarcas visitaram uma cooperativa, uma exploração pecuária e uma fábrica têxtil, em Lalín.
Os contactos vão continuar, entre os dois Municípios, com o apoio do AECT - Galiza/Norte de Portugal, tendo em vista a calendarização de ações a desenvolver, a partir de agora, para a concretização dos objetivos desta geminação.
De referir ainda, que a assinatura do protocolo de geminação entre as duas terras – Lalin (Galiza)/Espanha e Cabeceiras de Basto/Portugal – recebeu a anuência do executivo municipal, que deliberou a sua aprovação na última reunião realizada no edifício dos Paços do Cocnelho, no dia 13 de setembro de 2012.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.