Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 10-09-2012

SECÇÃO: Informação

Município dinamiza programa social

Protocolo foi rubricado no Salão Nobre
Protocolo foi rubricado no Salão Nobre
Livros Sociais por uma educação para todos

Com o objetivo de apoiar os alunos/famílias que não reúnam condições económicas para adquirir os manuais escolares, o Município de Cabeceiras de Basto, através da Basto Vida - Serviços de Acção Social e Cuidados de Saúde, encontra-se a dinamizar o Programa Livros Sociais.
Para o efeito, foram assinados, no passado dia 22 de agosto protocolos de cooperação com a empresa municipal Emunibasto, o Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto, o Externato de S. Miguel de Refojos, a Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto e o Banco Local de Voluntariado (BLV) de Cabeceiras de Basto.
O protocolo foi rubricado no Salão Nobre dos Paços do Concelho pelo presidente e secretária da direção da Basto Vida, respetivamente Eng.º Joaquim Barreto e Dra. Catarina Ramos, assim como pela administradora da Emunibasto, Dra. Fátima Oliveira, pela representante da direção do Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto, Dra. Fátima Chaves, pelo diretor do Externato de S. Miguel de Refojos, Monsenhor José Augusto Ribeiro, pela presidente da Associação de Pais e Encarregados de Educação de Cabeceiras de Basto, Dra. Paula Gonçalves e pela sub-coordenadora do Banco Local de Voluntariado, Dra. Ana Sofia Leite.
A ação Livros Sociais é uma iniciativa da Basto Vida, através do Projeto ‘Mais Vida’, em estreita colaboração com as entidades anteriormente referidas, que visa apoiar os alunos/famílias que não reúnam condições económicas para adquirir os manuais escolares e aumentar a vida útil dos manuais, cumprindo objetivos de natureza ambiental e económica.
De acordo com o protocolo assinado, para que o programa possa prosseguir com bons resultados é fundamental o envolvimento de todos os parceiros bem como da comunidade, encorajando e valorizando a troca e partilha solidária no sentido de promover a implementação de boas práticas de responsabilidade social e ambiental.
Assim, “pretende-se garantir a validade do manual escolar não esgotando a sua utilização num único ano letivo, contribuindo deste modo para a rentabilização dos recursos económicos das famílias, bem como contribuir para o sucesso educativo de vários alunos do concelho de Cabeceiras de Basto”, lê-se no referido documento.
O Programa Livros Sociais assenta num sistema que visa apoiar as famílias em “efetiva carência económica”, devidamente sinalizadas pelos parceiros desta iniciativa e que irão promover o Programa Livros Sociais junto da comunidade local.
Município dinamiza programa com apoio de vários parceiros
Município dinamiza programa com apoio de vários parceiros
Na oportunidade, o presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e também presidente da direção da Basto Vida, enalteceu o envolvimento de todos os parceiros neste programa que tem como objetivo apoiar as famílias cabeceirenses.
De acordo com Joaquim Barreto, o programa dos livros sociais assume grande importância, tendo em conta a atual conjuntura de crise económica que o país atravessa e o consequente aumento de situações de pobreza e exclusão social que restringem e dificultam o acesso de algumas famílias aos bens essenciais, nomeadamente aos livros e aos medicamentos.
Numa atitude “solidária para com as famílias que apresentam dificuldades”, o Município Cabeceirense pretende, assim, minimizar os encargos que a aquisição dos livros escolares acarreta para os agregados familiares mais vulneráveis do nosso concelho.

Objetivos e destinatários
O Programa Livros Sociais tem como objetivo reduzir os custos de aquisição de manuais escolares por parte das famílias, permitindo a reutilização de livros, contribuindo para a poupança familiar; criar uma rede social de partilha, fomentando os valores da solidariedade; e promover atitudes responsáveis no âmbito da cidadania e da educação ambiental. Os destinatários são os alunos que frequentem o ensino escolar do 1.º ao 12.º ano, residentes no concelho de Cabeceiras de Basto.
Através da concretização deste programa, a Basto Vida pretende fomentar a formação de uma consciência coletiva dos problemas sociais e contribuir para a ativação dos meios e agentes de resposta e para a otimização possível dos recursos para o desenvolvimento de ações em Cabeceiras de Basto.

Requisição e empréstimo de livros no edifício contíguo à Junta de Freguesia de Refojos
Requisição e empréstimo de livros no edifício contíguo à Junta de Freguesia de Refojos
Requisição e empréstimo dos livros
A requisição e o empréstimo dos manuais decorrerão entre os meses de agosto e setembro e a data de devolução dos mesmos deverá ocorrer no final do ano letivo, no edifício contíguo à Junta de Freguesia de Refojos.

Deveres do aluno e do encarregado de educação
Após o empréstimo dos livros, os alunos deverão responsabilizar-se por eles e conservá-los, para que estes possam ser usados por outras pessoas no futuro. Os alunos e os encarregados de educação são os responsáveis pelos livros emprestados durante o período da sua utilização.

Ficha de identificação dos manuais
Os manuais doados para constituição do programa Livros Sociais deverão ser rececionados juntamente com uma ficha de identificação, onde devem constar a identificação do proprietário-doador e a autorização do encarregado de educação (quando aplicável). A referida ficha de identificação serve para registo de todas as entregas. A ficha será disponibilizada no local onde funciona o Projeto ‘Mais Vida’, no edifício contíguo à Junta de freguesia de Refojos.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.