Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 09-07-2012

SECÇÃO: Informação

Comissão Municipal de Proteção de Pessoas Idosas sinaliza situações de risco

Edifício dos Serviços de Ação Social do Município acolhem a Comissão de Proteção de Pessoas Idosas
Edifício dos Serviços de Ação Social do Município acolhem a Comissão de Proteção de Pessoas Idosas
A Comissão Municipal de Proteção de Pessoas Idosas de Cabeceiras de Basto (CMPICB) tem vindo a sinalizar várias situações de pessoas em risco no concelho de Cabeceiras de Basto.
Durante a última reunião da comissão, que decorreu na passada terça-feira, dia 19 de junho, foram analisadas diversas situações entretanto identificadas, distribuídos os processos pelos técnicos de acompanhamento e calendarizadas as próximas visitas.
Nesta reunião foram analisados casos de grande isolamento e solidão, negligência familiar, alcoolismo, falta de retaguarda familiar e desmazelo pessoal.
Em cima da mesa estiveram outros assuntos de interesse, designadamente a participação da Comissão Municipal de Proteção de Pessoas Idosas na Festa da Saúde e da Solidariedade que acontece no próximo mês de julho.
Com o intuito de melhorar a qualidade de vida dos idosos e adultos que se encontrem em alguma situação de dependência, foi criada esta comissão que tem como principais objetivos a articulação da política de apoio a pessoas idosas e adultas, a nível municipal; a informação, sensibilização e responsabilização das famílias e da comunidade sobre os direitos das pessoas idosas e adultas dependentes; a difusão da informação; a agilização dos procedimentos para acesso a serviços disponíveis e a promoção de intervenções alternativas para apoio a pessoas idosas e adultas dependentes.
Compete à Comissão de Proteção de Pessoas Idosas proceder ao levantamento e sinalização das situações sociais que, pela sua particular vulnerabilidade se revelem mais carecidas de apoio; acompanhar e encaminhar situações sinalizadas para os serviços competentes; promover, junto das pessoas idosas e adultos dependentes, informação, agilizando o processo aos serviços disponíveis; promover, com outras entidades, designadamente os Ministérios da Saúde, do Trabalho e da Solidariedade e IPPSS’s, terapias e acompanhamento psicológico para pessoas idosas e adultas dependentes; desenvolver ações de promoção dos direitos e de prevenção das situações de perigo, particularmente em situações em que pessoas idosas e adultas dependentes sejam vítimas de violência; difundir, junto dos familiares, boas práticas de apoio a pessoas idosas e adultas dependentes, procurando respostas alternativas à negligência e ao abandono; promover a criação de uma rede de famílias de acolhimento e elaborar propostas e recomendações.
A funcionar nas instalações dos Serviços de Ação Social e Saúde do Município, na Rua João Paulo II, desta vila de Cabeceiras de Basto, a comissão é constituída por membros de entidades públicas e privadas com ou sem fins lucrativos, implantadas no município e com intervenção social, atuando em articulação com o Conselho Local de Ação Social de Cabeceiras de Basto.
Refira-se que a intervenção dos membros da Comissão Municipal de Proteção de Pessoas Idosas, relativamente à análise e acompanhamento de situações concretas, pressupõe o consentimento da pessoa idosa, da pessoa adulta com incapacidade ou de quem o representa.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.