Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 09-07-2012

SECÇÃO: Informação

Custódio Oliveira lança «Governar é Comunicar»

foto
A Casa Municipal da Cultura de Cabeceiras de Basto acolheu no dia 18 de junho a apresentação do livro «Governar é Comunicar», de autoria do Dr. Custódio Oliveira.
Uma iniciativa na qual estiveram presentes os Presidentes da Câmara e da Assembleia Municipal, Engº Joaquim Barreto e Dr. Serafim China Pereira, respectivamente, os vereadores Dr Domingos Machado, Francisco Pereira e Margarida Coutinho, o presidente da Junta de Freguesia de Refojos, Francisco Alves, bem como, as Administradoras da Emunibasto, Profª Stela Monteiro e Drª Fátima Oliveira e a diretora da Basto Vida, Drª. Catarina Ramos, entre outros autarcas e convidados que ali se deslocaram para ouvir falar da importância da comunicação em diferentes esferas, seja institucional, política ou pessoal.
Na oportunidade, o edil cabeceirense, encarregue de apresentar o autor, deu início à sessão agradecendo a presença de todos e tecendo rasgados elogios ao Dr. Custódio Oliveira, homem com uma vasta experiência ao nível da comunicação, estudioso e sempre atento às mudanças sócio-políticas e à emergência de novos paradigmas. Para o autarca cabeceirense, que salientou a importância da gestão da comunicação, tão importante como trabalhar e realizar projetos é saber comunicar com os diferentes públicos. É preciso que no dia a dia saibamos ‘relacionar-nos com inteligência e eficácia’, acrescentou.
No uso da palavra, o autor, começou por referir que este livro é o reflexo de histórias da sua vida, que o conduziram ao gosto pela escrita e pela comunicação, ciência que considerou nova mas que na realidade existe desde sempre. Para o autor, “nascemos a comunicar” e vamos comunicando de diferentes formas ao longo da nossa existência. Especialista em comunicação política, o Dr. Custódio Oliveira diz que «Governar é comunicar», já que a melhor das decisões se não for comunicada, não existe. A comunicação é por isso, essencial à governação. É um instrumento e não pode ser um objectivo. Para o autor a comunicação de proximidade deve ser privilegiada, pois tem muita força, permite por em comum, partilhar a informação e fomentar a interatividade. A comunicação é diálogo, é contar histórias, é captar a atenção e envolver as pessoas, tornando-se por isso mais eficaz, referiu.
Assim, ao longo de 155 páginas, o autor aborda o papel da comunicação na governação, as especificidades da comunicação autárquica, os diferentes tipos de comunicação – interna e de crise – as campanhas e o marketing, a relação com o sistema mediático e os jornalistas, sem esquecer a governação através das novas tecnologias, nomeadamente a internet. Em suma, o objectivo desta publicação é “ajudar aqueles que trabalham na comunicação a fazer um pouco melhor”, sintetiza o autor.
O encerramento da sessão esteve a cargo do presidente da Assembleia Municipal, Dr. China Pereira - admirador confesso do autor que ao longo da vida soube transformar as adversidades em ensinamentos – que na oportunidade enalteceu a organização deste tipo de iniciativas que se transformam em espaços de debate e partilha e acrescentam conhecimento aos participantes. A apresentação do livro terminou com uma sessão de autógrafos.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.