Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 28-05-2012

SECÇÃO: Última Página

Evento decorre nos dias 2 e 3 de junho de 2012

foto
Cabeceiras de Basto prepara III Feira do Cavalo

O Centro Hípico de Cabeceiras de Basto acolhe nos próximos dias 2 e 3 de junho, a terceira edição da Feira do Cavalo. Trata-se de uma iniciativa que tem como objetivo proporcionar aos locais e a todos os visitantes o contacto com diversas modalidades equestres, assim como uma exposição/mostra de artigos relacionados com a atividade cavalar.
A iniciativa, que começa no sábado, dia 2 de junho, às 9h00m, com um passeio equestre pelas ruas da vila de Cabeceiras de Basto, conta com a participação de dezenas de produtores/expositores e abre oficialmente ao público às 14h30m, seguindo-se, às 15h00m, a realização da Taça Regional Norte de Derby de Atrelagem do Norte – 1ª parte.
O programa prossegue ao longo da tarde e pelas 18h00m, terá lugar a apresentação de cavalos, para venda, no picadeiro de obstáculos, à mão ou montados. À noite, a partir das 21h30m, o espetáculo teatral Terra Batida será apresentado no Picadeiro Interior pelo Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto.
Terra Batida propõe assim, que “se revisite uma qualquer aldeia de Cabeceiras de Basto, num tempo em que ainda se cantava nos campos, acompanhando um dia de trabalho de sol a sol. Que se sinta o valor de uma terra diariamente revolvida para matar a fome, calcada pelos pés de quem dela depende. Que se veja como a revolta, o desespero, a angústia e as aflições, logo se desvaneciam quando se aprontava o merendeiro e se ajuntavam todos na eira para bailar e cantar”.
Este é por isso, mais um espetáculo a levar à cena pelo Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, uma marca cultural que aposta no desenvolvimento de um projeto de produção artística vocacionado para as artes de intervenção sociocultural. Este Centro de Teatro, trabalha desta forma, as memórias, as tradições e o património material e imaterial enquanto fontes de pesquisa e ferramentas para a preservação e revitalização da identidade da região de Basto.
No domingo, dia 3 de junho, derradeiro dia da III Feira do Cavalo de Cabeceiras de Basto, a jornada começa às 10h00m, com um Concurso Oficial de Modelo e Andamentos – Cavalos Puro-sangue Lusitano. Às 15h00m, terá lugar a apresentação da Raça Garrana, seguindo-se, às 16h00m, a final da Taça Regional Norte de Derby de Atrelagem do Norte. A Feira termina pelas 18h00m com a cerimónia de entrega de prémios.
De referir que a Feira do Cavalo é uma iniciativa organizada pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e pela empresa Emunibasto, que este ano se repete pelo terceiro ano consecutivo.
O êxito que esta iniciativa tem vindo a alcançar, resulta do trabalho que vem sendo desenvolvido pela Câmara Cabeceirense, em prol da valorização e da promoção das raças autóctones, quer criando condições físicas, quer dinamizando atividades ou promovendo espaços de debate, que valorizem o setor equestre. Exemplo disso foi a construção do Centro Hípico, uma mais-valia para o concelho e para a região, quer em termos turísticos, quer em termos de desenvolvimento económico, que tem vindo a acolher diversas iniciativas.
Recorde-se que o cavalo está tradicionalmente associado a esta terra de Basto e por isso têm sido desenvolvidos projetos capazes de gerar dinâmicas e potenciar quer o Centro Hípico, quer o Hipódromo Municipal, localizado na Serra do Oural, na freguesia de Abadim, deste concelho.
Para a organização este é um setor que pode ser uma importante fonte de atração e de desenvolvimento do turismo local, que toca áreas como, os tempos livres, o desporto, o setor económico, social e cultural, vertentes associadas aos cavalos, que se pretende continuar a potenciar.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.