Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 28-05-2012

SECÇÃO: Informação

Cortejo Bíblico percorreu Ruas do Arco de Baúlhe

Iniciativa juntou dezenas de pessoas
Iniciativa juntou dezenas de pessoas
O passado domingo, dia 20 de maio, foi um dia memorável para as Comunidades Paroquiais de S. Martinho de Arco de Baúlhe, S. Tiago da Faia, e Sto. André de Vila Nune, arciprestado de Cabeceiras de Basto.
Vivendo o ano pastoral diocesano, “A Igreja alimenta-se da Palavra”, a catequese interparoquial organizou um cortejo bíblico de forma a marcar o fim de três anos pastorais dedicados à Palavra de Deus.
Apesar da ameaça constante da chuva ao longo da manhã, que em determinados momentos tornou-se real, o sol mostrou a sua beleza por entre as nuvens pesadas e eis que, à hora da preparação do cortejo, o céu azul tomou conta do cinzento, como que sorrindo para esta digna iniciativa. E foi, sob um sol quente primaveril, que o cortejo bíblico saiu da Escola EB 2,3 de Arco de Baúlhe.
foto
O objetivo desta grande atividade interparoquial foi proporcionar a todos, mesmo àqueles que iriam participar ativamente, o valor da Palavra de Deus na vida da Igreja e de cada cristão e dá-la a conhecer de um modo mais concreto e visível. Para isso, a Bíblia percorreu a vila de Arco de Baúlhe ao vivo e a cores: livro por livro, alternando com personagens bíblicas importantes da História da Salvação.
Após meses de preparação junto dos catequizandos e de seus pais e após vários convites à comunidade para participar e integrar o cortejo, crianças e adolescentes da catequese, seus pais, colaboradores das comunidades, o grupo de jovens, catequistas, pessoas voluntárias, num total de 270 pessoas, aproximadamente, tornaram possível a realização deste evento e seu sucesso.
“Não há dúvidas que o triénio dedicado à Palavra de Deus sortiu efeito, nestas comunidades paroquiais que estão a produzir seus frutos. Este dia da Palavra – dia em que celebramos a Solenidade da Ascensão do Senhor –, mostrou que a Igreja deve utilizar os recursos possíveis e imaginários para realizar a sua missão evangelizadora. O empenho dos coordenadores paroquiais de catequese e seus catequistas revela que nós, Igreja, temos ainda um longo percurso a desbravar na ousadia e criatividade, permanecendo fiel ao mandato do Senhor. Os jovens não estão tão afastados da Igreja… a prova foi a participação de muitos que aceitaram o convite e participaram, mesmo não tendo uma «prática habitual». Fomos ao encontro deles e aceitaram de bom grado! Como pároco, sinto-me orgulhoso e feliz pelo resultado positivo desta atividade. Posso até dizer que estava com certo receio por saber da envergadura e da «massa humana» necessária, mas o cortejo bíblico superou as minhas expetativas, até porque contávamos inicialmente com 150 pessoas e apareceram quase o dobro. Estou muito satisfeito e dou todo o mérito e valor a quantos participaram”
Por fim, queria agradecer a colaboração da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, do Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto, da Guarda Nacional Republicana e da Polícia Municipal que possibilitaram a realização deste "Dia da Palavra.”

Pe. Daniel Pereira
(Pároco de Arco de Baúlhe, Faia e Vila Nune – Cabeceiras de Basto)

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.