Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 16-04-2012

SECÇÃO: Informação

Pela Câmara
Executivo Cabeceirense avança com área industrial de Cavez

Na reunião camarária, realizada a 22 de março, o executivo municipal decidiu autorizar a aquisição de uma parcela de terreno com 7.755 m2, destinada à construção da Área Industrial de Cavez.
Segundo informação divulgada, trata-se da criação de mais uma área industrial desta feita, a localizar na freguesia de Cavez, integrada numa política definida pelo executivo Cabeceirense, há uns anos a esta parte, e que incide numa forte aposta na criação de zonas industriais em vários locais do território, criando condições propícias ao investimento seja por parte dos Cabeceirenses, seja por parte de investidores de fora do concelho, capazes de contribuir para o desenvolvimento local de forma sustentada e ordenada, diversificando o tecido industrial concelhio e regulando a oferta do solo industrial. Por outro lado, a criação de zonas industriais no concelho, propicia a fixação das pessoas e o consequente fomento de emprego nesta terra de Basto.
De referir que em Cabeceiras de Basto existem, já em laboração, os pólos industriais de Lameiros, na freguesia de Refojos e Olela, na freguesia de Basto (Sta. Senhorinha), e em execução os pólos da Ranha, na freguesia de Abadim, Vila Nune e Cabeceiras de Basto (S. Nicolau). Prevista está também a construção de uma zona industrial no Arco de Baúlhe que se encontra já projetada.
Fixar a população e atrair investimento, são, tal como referido, dos principais objectivos do Município Cabeceirense ao criar espaços para a laboração industrial, devidamente infra-estrurados e tendo em conta as condicionantes e a salvaguarda do meio ambiente. Estes espaços são vendidos mediante condições regulamentadas onde se incluem condições específicas para a venda de lotes a jovens com idades compreedidas entre os 18 e os 35 anos de idade, que beneficiam de incentivos e descontos de 25 por cento no ato de aquisição das respetivas parcelas de terreno. São por isso, medidas de apoio e incentivo ao inventimento por parte de jovens empresários neste concelho.
De referir que as zonas industriais já construídas estão dotadas de bons acessos e das infra-estruturas necessárias para a laboração das respetivas unidades produtivas. Avança assim mais uma área industrial já perspetivada no plano de diretor municipal e cuja construção irá certamente dinamizar e ordenar o tecido empresarial e industrial concelhio.
Ainda segundo informação divlgada, o executivo municipal autorizou igualmente a assinatura de um contrato de cedência antecipada e permuta de terrenos localizados na Quinta do Mosteiro, no âmbito da construção do Parque Urbano da Vila Sede do Concelho.
O executivo, decidiu também, segundo informação divulgada, autorizar a abertura do ajuste direto para a Fornecimento de Serviços para a Desobstrução de Condutas de Saneamento e Transporte de Lamas, pelo valor de 8.045,40 euros, assim como, autorizar o ajuste direto para a prestação de serviços de ‘levantamento topográfico da área da Quinta Pedagógica e Estudo prévio do Projecto de um edifício para Centro de Recria’, a instalar em terrenos adquiridos pela Câmara Municipal na freguesia do Arco de Baúlhe.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.