Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 06-02-2012

SECÇÃO: Informação

Bombeiros vencem XVI Concurso das Janeiras de Cabeceiras de Basto

Bombeiros Cabeceirenses conquistaram 1.º prémio
Bombeiros Cabeceirenses conquistaram 1.º prémio
Foram milhares as pessoas que se deslocaram ao Pavilhão Desportivo de Refojos para assistirem aos cantares das janeiras, que se realizam anualmente em Cabeceiras de Basto e que contou com a participação de trinta e dois grupos.
A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses foi a grande vencedora do XVI Concurso/Encontro das Janeiras de Cabeceiras de Basto, uma iniciativa que decorreu no passado dia 22 de janeiro.
Em segundo e terceiro lugar ficaram, respetivamente, classificadas a Associação dos Cavaquinhos da Raposeira e a Associação Recreativa e Cultural do Arco de Baúlhe (ARCA).
Cavaquinhos da Raposeira classificaram-se em 2.º lugar
Cavaquinhos da Raposeira classificaram-se em 2.º lugar
De salientar que no ano de 2010, dos 32 grupos participantes, 17 apresentaram-se a concurso e os restantes 15 apenas participaram no encontro, classificando-se em primeiro lugar os Cavaquinhos da Raposeira, em segundo lugar Basto em Ação e em terceiro lugar os Jovens do Arco de Baúlhe.
No ano de 2011, os Cavaquinhos da Raposeira voltaram a repetir o feito alcançado em 2010, classificando-se em segundo lugar a Associação Recreativa e Cultural do Arco de Baúlhe (ARCA) e em terceiro lugar o Rancho de S.Nicolau. Nesse ano participaram 32 grupos, 17 dos quais se apresentaram a concurso e 15 participaram no encontro.
Nesta edição de 2012 do Concurso/Encontro das Janeiras de Cabeceiras de Basto, passaram pelo palco mais de 700 pessoas, num total de 32 grupos: 13 dos quais se apresentaram ao concurso e os restantes 19 que participaram no encontro.
O Grupo Desportivo de Cavez; o Centro de Novas Oportunidades; os Amigos da ADIB; a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses; a Universidade Sénior; o Centro de Convívio e Lazer de Refojos; os Cavaquinhos da Raposeira; a Associação Grupo Folclórico de S. Nicolau; a Associação Recreativa e Cultural do Arco de Baúlhe (ARCA); as Lavradeiras de Moimenta e Cavez; o Grupo Coral S. Martinho de Arco de Baúlhe; a Associação Recreativa, Desportiva e Cultural de Abadim e o Basto em Ação apresentaram-se a concurso, enquanto que a Associação Amigos de Basto; o Grupo de Jovens de Abadim; os Amigos das Concertinas; a Banda Cabeceirense; os Ceifeiros de Santo André de Vila Nune; o Grupo D. Nuno Álvares de Pedraça; o Grupo Coral de Petimão; o Grupo dos Menos Jovens de Moimenta; o Grupo Associativo do Samão; os Amigos de Outeiro; o Espaço de Convívio e Lazer de Painzela; o Espaço de Convívio e Lazer da Faia; a Arborada de Cucana; a Voz Alegre de Riodouro; o Grupo de Jovens de Refojos; os Eternos Jovens de Abadim; o Espaço de Convívio e Lazer do Arco de Baúlhe; o Grupo Coral da Paróquia de Cavez e o Grupo de Jovens OU’PA participaram apenas no encontro.
No final do encontro, todos os grupos participantes manifestaram satisfação e entusiasmo, nomeadamente os vencedores do concurso que não esconderam o seu contentamento.
O representante da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses, Duarte Ribeiro, revelou “uma enorme alegria e satisfação pela experiência vivida”, revelando que “o objetivo inicial era angariar fundos para a associação, mas depois decidimos participar no concurso”.
Com letra e música da autoria de Manuel Carneiro, o mesmo representante do grupo Cavaquinhos da Raposeira mostrou-se “satisfeito com o segundo lugar” e revelou que o grupo vai “continuar sempre a participar no concurso”. E acrescentou que “de ano para ano, a qualidade dos grupos é cada vez mais notória”.
ARCA classificou-se em 3.º lugar
ARCA classificou-se em 3.º lugar
Também a representante da Associação Recreativa e Cultural do Arco de Baúlhe (ARCA), Carla Pacheco, revelou “ uma enorme satisfação tendo em conta os poucos ensaios que o grupo teve”.
Uma tarde muito animada, repleta de convívio e tradição marcou a 16.ª edição do Concurso/Encontro das Janeiras de Cabeceiras de Basto.
De socos, xailes, capas de burel e lenços à cabeça e também cestas de fumeiro e fruta nas mãos, as mulheres deram voz aos mais genuínos cantares das Janeiras, enquanto os homens, com cajados e cabaças às costas, candeias e tochas a arder, tocaram os instrumentos mais típicos.
Cavaquinhos, guitarra portuguesa, violas, flautas, tambores, acordeão, pandeiretas, ferrinhos, castanholas, reque-reques, entre outros, fizeram-se ouvir neste Concurso/Encontro das Janeiras que se destacou pela “qualidade” dos grupos e pela “variedade dos instrumentos”, afirmou Orlando Alves, um dos elementos do júri deste 16º concurso.
À iniciativa não faltaram os presidentes da Câmara e da Assembleia Municipal de Cabeceiras de Basto, Eng.º Joaquim Barreto e Dr. China Pereira, os vereadores Dr. Jorge Machado, Dr. Domingos Machado, Francisco Pereira e Margarida Coutinho, os presidentes das Juntas de Freguesia, as administradoras das Emunibasto, Prof. Stela Monteiro e Dra. Fátima Oliveira, a diretora da Régie Cooperativa Basto Vida, Dra. Catarina Ramos, assim como diversos membros da Assembleia Municipal, entre outros convidados.
Na sua intervenção, o presidente da Câmara Cabeceirense “agradeceu a presença e participação de todos”, valorizando “as horas de trabalho, empenho e dedicação dos grupos” que aderiram à iniciativa.
“É com as nossas gentes que afirmamos e honramos os nossos antepassados naquilo que eles tinham de melhor”, disse Joaquim Barreto acrescentando: “Cabeceiras de Basto está em festa e de parabéns pelas suas associações e coletividades”.
O autarca Cabeceirense colocou, ainda, em evidência a vitalidade do concelho e a massa humana que se envolveu neste XVI Concurso/Encontro das Janeiras que “é transversal a todas as gerações”.
De referir que todos os 32 grupos, em representação de outras tantas coletividades, receberam prémios pecuniários, o que se traduziu num investimento de 3.650 euros por parte da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e da Emunibasto.
O Concurso/Encontro de Cantares das Janeiras de Cabeceiras de Basto pretendeu, à semelhança das edições anteriores, reviver a tradição e estimular a defesa do património cultural.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.