Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 19-12-2011

SECÇÃO: Informação

‘Mercadinho dos Sabores e dos Saberes’ foi um sucesso

Mercadinho decorreu no Núcleo Ferroviário do Arco de Baúlhe
Mercadinho decorreu no Núcleo Ferroviário do Arco de Baúlhe
Realizou-se no dia 10 de Dezembro, o primeiro ‘Mercadinho dos Sabores e dos Saberes’ de Cabeceiras de Basto, uma iniciativa promovida pela Câmara Municipal, através do Museu das Terras de Basto, que decorreu no Núcleo Ferroviário do Arco de Baúlhe.
Dezenas de pessoas aderiram ao evento que teve como principal objectivo promover a mostra e venda dos produtos locais, entre os quais frutas e legumes biológicos da época, broa, pão com chouriço, mel, enchidos, artesanato de madeira, latoaria e artigos manufacturados em lã - no âmbito do projecto Casa de Lã de Bucos.
A prova das iguarias natalícias, onde foram promovidos os mexidos, as rabanadas e os sonhos, ficou marcada pela degustação e venda dos codornos (família das pêras) embebidos em vinho, uma das especialidades muito apreciada nesta quadra natalícia.
A primeira edição do ‘Mercadinho dos Sabores e dos Saberes’ contou com produtores e artesãos das freguesias de Abadim, Arco de Baúlhe, Bucos, Faia, Pedraça e Riodouro, que se mostraram satisfeitos com esta iniciativa promovida pelo Museu das Terras de Basto.
Silvina Dourado Ramos, da freguesia de Riodouro, trouxe ao Museu os seus produtos biológicos, desde frutas a legumes saborosos, que tiveram uma grande procura durante a feira. “Gostava que se realizassem mais iniciativas como esta”, disse a produtora, satisfeita com a venda que os seus produtos tiveram ao longo da primeira edição do certame.
De acordo com a directora do Museu, Dra. Isabel Fernandes, “a iniciativa correu bem e foi muito frequentada”. Para além da promoção dos produtos locais, a directora do Museu chamou a atenção para a presença dos codórnos neste mercadinho, “uma fruta que está a desaparecer e que queremos incentivar”.
Os sabores e saberes da terra ‘abriram’ o apetite no Museu das Terras de Basto, que teve como objectivo dinamizar a economia local, divulgando a gastronomia da época.
O certame contou com a colaboração dos alunos do Curso Técnico de Organização de Eventos do Externato de S. Miguel de Refojos, que estiveram na recepção e atendimento aos visitantes.
Segundo o vereador responsável pela pasta da Cultura em Cabeceiras de Basto, Dr. Domingos Machado, o que se pretende é “continuar a promover o Museu e a dinamizar a economia local através da divulgação dos produtos locais”.
Perante o sucesso desta edição, para o ano a iniciativa deve repetir-se de uma forma “mais estruturada e consolidada”, avançou o vereador da Cultura.
Em Cabeceiras de Basto, um concelho ainda profundamente marcado pela paisagem natural e onde as pessoas continuam a cultivar frutas e legumes destinados ao consumo caseiro, os sabores de outras épocas mantêm-se, trazendo à memória as tradições, os usos e costumes de outrora.

'Comboio a comboio se percorre o mundo…' para ver no Museu

Enquanto decorreu o «Mercadinho dos sabores e dos saberes», os visitantes puderam ainda ‘espreitar’ a exposição ‘Comboio a comboio se percorre o mundo…’ que se encontra patente ao público naquele equipameno cultural. Uma colectânea de comboios americanos em miniatura, réplicas de máquinas como ‘Super Chief’, utilizado pela empresa Atchison, Topeka e Santa Fé Railway, Locomotiva a diesel EMD F7 da UP, entre outros exemplares que podem ser observados e cuja organização contou com o apoio da APAC – Associação Portuguesa dos Amigos dos Comboios.
De referir que a história dos comboios em Portugal e no mundo é o ponto de partida para a promoção de programas diversificados que o Museu das Terras de Basto disponibiliza tendo em vista atrair diferentes tipos de público, seja ao Núcleo Ferroviário do Arco de Baúlhe, ao Núcleo de Arte Sacra ou à Casa da Lã, valências que integram este equipamento cultural polinucleado concelhio.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.