Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 17-10-2011

SECÇÃO: Informação

VI Concurso Literário Conto Infantil

foto
Entrega de prémios agendada para 22 de Outubro

Integrada no âmbito da Semana da Educação, realiza-se no próximo dia 22 de Outubro, pelas 15h30m, na Biblioteca Municipal Dr. António Teixeira de Carvalho, no Arco de Baúlhe, a cerimónia de entrega dos prémios do VI Concurso Literário Conto Infantil.
De referir que “O espantalho que queria ser pássaro”, foi o conto vencedor desta edição. Um texto, de autoria de Paulo Jorge Coelho Carreira, residente na Batalha, cuja história proprociona uma visita ao mundo imaginário, povoado de animais falantes e que dão corpo a uma história maravilhosa.
Em segundo lugar ficou ‘A borboleta’, um conto de autoria de José Manuel da Conceição Baptista, de Alviázere.
O terceiro prémio deste concurso foi atribuido a Isabel Cristina Peñalba Esteves, do Porto, que apresentou um conto intitulado ‘Quem comeu as bolachas?’.
Aos três melhores trabalhos apresentados, correspondem prémios monetários no valor de 500€, 300€ e 200€, atribuídos ao primeiro, segundo e terceiro classificados, respectivamente.
No âmbito deste VI Concurso Literário Conto Infantil foi igualmente atribuída uma Menção Honrosa a Emma Carreira, da Batalha, distinguindo desta forma o Melhor Jovem Escritor. O texto apresentado tem por tema ‘As aventuras de Pedro Basto – uma lenda inventada’ a que corresponde um prémio pecuniário de 150,00 euros.
Esta iniciativa anual com abrangência nacional, realiza-se pelo sexto ano consecutivo e é mais uma aposta no sector cultural. O concurso tem vindo a registar, de ano para ano, um aumento crescente de participantes, facto que reflecte o êxito desta iniciativa literária, que uma vez mais alistou um número significativo de concorrentes provenientes de vários pontos do país.
A realização do VI Concurso Literário Conto Infantil teve uma vez mais como objectivo divulgar e promover novos talentos literários, estimulando simultaneamente o gosto pela escrita e pela leitura como formas superiores de acesso à educação e à cultura.
Segundo o júri constituido para o efeito, os trabalhos vencedores foram reveladores de criatividade, imaginação, qualidade literária, organização, coerência, coesão de texto e obediência às características do género em questão, fazendo ainda alusão ao concelho de Cabeceiras de Basto.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.