Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 08-09-2011

SECÇÃO: Informação

Câmara disponibiliza terreno à Basto Vida para construção de Unidade de Cuidados Continuados

O executivo municipal aprovou, por unanimidade, a cedência de uma parcela de terreno à Cooperativa Basto Vida – Serviços de Acção Social e Cuidados Continuados de Saúde, tendo em vista a construção de um novo equipamento na área da saúde e consequentemente a disponibilização de uma nova resposta à população.
Trata-se de uma Unidade de Cuidados Continuados Integrados a Pessoas Dependentes de Média Duração e Reabilitação, cujo contracto de financiamento, que ronda os 1,6 milhões de euros, foi assinado no passado mês de Julho, pelo presidente da Basto Vida e também presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Eng.º Joaquim Barreto e pelo Vogal da Comissão Directiva do Programa Operacional Regional do Norte, Eng.º Carlos Duarte, acto que contou ainda com a presença do presidente do Conselho Fiscal da Basto Vida e também presidente da Assembleia Municipal de Cabeceiras de Basto, Dr. China Pereira.

Unidade de Cuidados Continuados desenvolver-se-á em torno do edifício do antigo Posto da GNR
Unidade de Cuidados Continuados desenvolver-se-á em torno do edifício do antigo Posto da GNR
Com a doação deste terreno, com área total de 4008m2, destinado à construção da Unidade de Cuidados Continuados, a Câmara Municipal dá o seu contributo à viabilização de uma importante obra no sector da saúde, aumentando assim, a prestação de serviços no concelho.
De referir, que a Unidade de Cuidados Continuados de Média Duração resulta de uma candidatura apresentada pela Régie Cooperativa Basto Vida a fundos comunitários, cujo financiamento foi aprovado no âmbito do Programa Operacional Regional do Norte – O Novo Norte.
A unidade projectada divide-se em 11 quartos duplos e oito individuais, desenvolvendo-se em torno do edifício principal do antigo Hospital e Posto da GNR de Cabeceiras de Basto, recriando a ideia de espaço claustro.
Trata-se de uma unidade com espaço físico próprio, que terá capacidade para 30 utentes e que almeja prestar cuidados clínicos, de reabilitação e de apoio psicossocial, por situação clínica decorrente da recuperação de um processo agudo ou descompensação de estado patológico crónico, a pessoas com perda transitória de autonomia potencialmente recuperável.
Esta nova valência pretende dar resposta a internamentos de média duração, com uma previsibilidade superior a 30 e inferior a 90 dias consecutivos por cada admissão, a utentes encaminhados pela Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados.
A Unidade de Cuidados Continuados Integrados a Pessoas Dependentes de Média Duração e Reabilitação de Cabeceiras de Basto pretende disponibilizar um conjunto de serviços inexistentes no território identificado e integra boas práticas, quer ao nível da estrutura física, quer ao nível técnico.
O serviço a disponibilizar visa assim, a melhoria da qualidade de vida da população, a inclusão social de pessoas dependentes e o equilíbrio da rede de equipamentos supramunicipais, contribuindo para a rede de respostas integradas existente. Em causa está a prestação de cuidados integrados, individualizados e humanizados, nomeadamente os cuidados médicos diários, cuidados de enfermagem permanente, cuidados de fisioterapia e de terapia ocupacional, prescrição e administração de fármacos, apoio psicossocial, higiene, conforto e alimentação, convívio e lazer.
Segundo informação divulgada pela Autarquia, uma vez construída, esta Unidade de Cuidados Continuados Integrados a Pessoas Dependentes de Média Duração e Reabilitação semi-pública, vem completar a oferta já existente ao nível dos cuidados de saúde no concelho de Cabeceiras de Basto juntando-se, assim, à Unidade pública de Internamento e Convalescença de Curta Duração (inferior a 30 dias), com 16 camas, acoplada ao Centro de Saúde e à Unidade privada de Cuidados Continuados de Longa Duração (superior a 90 dias) da Santa Casa da Misericórdia de Refojos de Basto, com uma lotação para 22 utentes.
Com esta nova unidade, o concelho de Cabeceiras de Basto passará a disponibilizar à população uma prestação de serviços mais abrangente – curta, média e longa duração – ao nível dos cuidados continuados de saúde.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.