Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 15-08-2011

SECÇÃO: Informação

Comboios americanos em exposição no Núcleo Ferroviário do Arco de Baúlhe

Dezenas de pessoas deslocaram-se no dia 30 de Julho, ao Núcleo Ferroviário do Arco de Baúlhe, no Museu das Terras de Basto, em Cabeceiras de Basto, para assistir à inauguração da exposição ‘Comboio a comboio se percorre o mundo…’. Uma colectânea de comboios americanos em miniatura que estão patentes ao público naquele espaço cultural até ao próximo dia 1 de Julho de 2012.

O Presidente da Câmara inaugurou a exposição
O Presidente da Câmara inaugurou a exposição
Réplicas de máquinas como ‘Super Chief’, utilizado pela empresa Atchison, Topeka e Santa Fé Railway, Locomotiva a diesel EMD F7 da UP, entre outros exemplares integram esta exposição complementada com pequenos filmes alusivos a algumas das composições expostas dando assim a conhecer um pouco mais sobre o material circulante utilizado nas linhas férreas americanas e mundiais.
Autarcas, técnicos, ‘amigos dos comboios’ de Portugal e da Galiza, convidados e população em geral, estiveram presentes nesta breve cerimónia inaugural que marca o início de mais uma exposição anual naquele espaço museológico. Na oportunidade, o Vereador da Cultura, Dr. Domingos Machado, agradeceu a presença do público que ali se deslocou e a colaboração de todos quantos ajudaram a materializar esta exposição. O autarca, abordou a importância dos comboios no contexto regional e nacional e fez uma referência aos principais vectores deste projecto cultural que é o Museu das Terras de Basto.
Comboios em miniaturas para ver até Julho de 2011
Comboios em miniaturas para ver até Julho de 2011
Sob a liderança da Drª Isabel Fernandes, este Museu é agregador de três pólos - Núcleo de Arte Sacra no Mosteiro de S. Miguel de Refojos, a Casa da Lã, na freguesia de Bucos (ainda em fase embrionária) e o Núcleo Ferroviário do Arco de Baúlhe - três ‘pilares’ que são certamente, um importante contributo para transformar este equipamento cultural num museu de referência regional, realçou o autarca, enaltecendo o esforço feito pela Câmara Municipal no sentido de recuperar, conservar e valorizar o património material e imaterial, e desta feita fazer com que este seja um projecto vivo e com futuro, já que ‘não há futuro que se construa sem respeito pelo passado’.
A organização desta exposição contou com o apoio da APAC – Associação Portuguesa dos Amigos dos Comboios, cujo representante, Coelho de Lemos, também presente nesta cerimónia, considerou de grande importância e uma alavanca para a realização de outras iniciativas ligadas às locomotivas.
A responsável pelo Museu, Drª Isabel Fernandes fez uma breve apresentação das miniaturas dos comboios americanos expostas ao público, referindo que estas iniciativas têm como destinatários pessoas de todas as idades, tendo inclusive preparado um espaço destinado aos mais pequenos e à realização de actividades lúdicas e educativas, designado por ‘cantinho da pequenada’.
O representante dos ‘amigos dos comboios’ da Galiza, felicitou a Câmara Municipal pela organização deste tipo de mostras que divulga o património ferroviário e alarga a rede de amigos dos caminhos de ferro.
O edil Cabeceirense, Engº Joaquim Barreto, encerrou a cerimónia, elogiando o trabalho agora apresentado, que resultou de vários contributos, entre os quais o da APAC, que desta forma ajudaram à concretização desta exposição e à consequente dinamização deste espaço, que serve também para avivar a nossa identidade, e valorizar a nossa história. Enalteceu ainda o empenho da Junta de Freguesia do Arco de Baúlhe, que colabora nestas acções com o intuito de engrandecer o Museu e a terra. O autarca referiu por fim que, a pesar da limitações financeiras com que os Municípios se deparam, prevalecerá o desafio de, com a imaginação e o empenho de todos, continuar a realizar acções capazes de atrair públicos e desvendar a riqueza do nosso património.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.