Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 25-07-2011

SECÇÃO: Informação

Comissão Municipal de Protecção de Pessoas Idosas instala-se nos Serviços Sociais
Edifício dos Serviços Sociais adaptado para responder às novas exigências da sociedade

O presidente da Câmara de Cabeceiras de Basto, Eng.º Joaquim Barreto, inaugurou, dia 14 de Julho, as obras de beneficiação das instalações dos Serviços Municipais de Acção Social e Saúde, um edifício adquirido ao Estado Português em 9 de Fevereiro de 2011 pelo valor de 139 mil euros.
Os Serviços Sociais sofreram obras de adaptação ajustadas aos serviços que ali se desenvolvem, como é o caso dos Serviços Sociais e de Saúde da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, da sede da Régie Cooperativa Basto Vida, do Banco Local de Voluntariado (BLV) e da Comissão de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ).

'Novo' edifício acolhe diversos serviços
'Novo' edifício acolhe diversos serviços
O edifício integra uma sala do serviço administrativo, duas salas de direcção, duas salas destinadas aos técnicos, uma sala de reuniões, duas salas de atendimento ao público, uma sala de arquivo e espaço de arrumação e ainda instalações sanitárias adaptadas a pessoas com mobilidade reduzida.
Sediados na Rua João Paulo II, n.º 58, os Serviços Sociais do Município estão hoje dotados de melhores condições de trabalho e atendimento aos utentes, um espaço que se revela mais moderno, cómodo e funcional.
Neste novo edifício passará também a funcionar a Comissão Municipal de Protecção de Pessoas Idosas, organismo criado recentemente e que tem como objectivo promover a efectivação dos direitos dos idosos e adultos dependentes de Cabeceiras de Basto, prevenindo situações susceptíveis de afectar a sua segurança, saúde ou bem-estar.
De salientar que esta Comissão Municipal de Protecção de Pessoas Idosas resulta de uma parceria entre entidades públicas e privadas com intervenção na área dos idosos e adultos dependentes.
Também o projecto ‘Mais Vida’ desenvolvido no âmbito do Contrato Local de Desenvolvimento Social, cuja entidade coordenadora e executora é a Basto Vida, fomenta a inclusão da população através da mobilização, interacção, integração e capacitação da comunidade.
Depois da directora da Basto Vida, Dra. Catarina Ramos, conduzir a visita às novas instalações, coube ao presidente da Câmara elogiar o espaço, assim como as actividades e os projectos desenvolvidos ao longo destes últimos anos no concelho, quer em benefício das crianças, quer dos idosos.
Destaque, a este nível, para o Posto Móvel de Atendimento ao Cidadão, actualmente com 1334 utentes inscritos, para os Espaços de Convívio e Lazer (ECL) distribuídos por onze freguesias e que contam com 350 utentes, assim como para o projecto ‘Ouvir Cabeceiras de Basto a Sorrir’ que promove programas de audiologia e higiene oral, iniciativas geridas pela Régie Cooperativa Basto Vida.
A Comissão de Protecção de Crianças e Jovens, presidida pela Dra. Rosa Miranda, tem vindo a assumir um papel cada vez mais relevante na promoção dos direitos da criança e do jovem, prevenindo situações de perigo, uma instituição oficial não judiciária que tem como parceiros as várias forças vivas do concelho.
De realçar, ainda, a acção levada a cabo pelo Banco Local de Voluntariado, actualmente com 91 voluntários inscritos e 33 programas de voluntariado, que têm vindo a captar a atenção dos jovens, um facto que Joaquim Barreto enalteceu.
De acordo com o presidente da Câmara de Cabeceiras de Basto, “hoje os idosos precisam de quase tanta protecção como as crianças”, disse justificando a pertinência destes projectos voltados para a população idosa do concelho.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.