Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 25-07-2011

SECÇÃO: Opinião

Carta escrita à mãe

Minha mãe ao escrever-te é tal a minha ansiedade que me faz tremer a mão, há tanto tempo sem te ver chego a ter uma saudade que me abrasa o coração. Estou a escrever mas não sei o que dizer-te, mas em sonho estou a ver-te como santa no altar, mãe adorada eu tenho sempre a tua imagem sagrada gravada dentro do meu coração. Dói-me se os teus cabelos a fios brancos chegaram, e os teus olhos tão belos são os mesmos que choraram pelos meus à despedida.

Maria dos Anjos

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.