Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 25-07-2011

SECÇÃO: Recordar é viver

Obituários

foto
ANTÓNIO MARIA REBELO

Meus caros amigos, foi com enorme surpresa e choque que, fomos confrontados aqui em Cabeceiras de Basto, com o falecimento prematuro do António Maria Rebelo, da freguesia Cabeceiras de Basto (em S. Nicolau), mais conhecido pelo “Rebelo de S. Nicolau” ou o “Rebelo, electricista”. Fala o povo ou costuma-se comentar que, quando morre uma pessoa ela passa a ser boa pessoa mesmo que em vida tenha sido uma “filha da mãe” mas, meus queridos leitores, o senhor António Rebelo, de S. Nicolau era um homem muito respeitado e por muitos motivos; era bom pai de família, muito respeitado e procurado devido à sua profissão de electricista que exercia. Como tinha o sua sede na Vila de Cabeceiras conjuntamente com o João da Cachada, já há muitos anos era considerado mais um da nossa freguesia de Refojos. Exerceu durante alguns anos o cargo de Presidente da Junta de Freguesia de Cabeceiras de Basto (S. Nicolau). Enquanto se manteve à cabeça da junta tudo fez pelo bem estar dos seus munícipes. Mesmo antes e depois de deixar a junta, por sua vontade nunca deixou de colaborar com a mesma e, com os seus conterrâneos.
Era um militante antigo do Parido Socialista e, nestes últimos anos foi meu colega, na Assembleia Municipal onde marcou presença na última Assembleia, pouco antes do seu falecimento. Nada fazia desconfiar essa fatalidade porque, o António Rebelo estava como sempre esteve. Cumprimentou os colegas de bancada da mesma forma do costume, com o seu ar bonacheirão e, sempre sorrindo para este ou aquele que o cumprimentava.
Há muitos anos que o António Maria Rebelo, se dedicava à Formação Profissional, já que, por se destacar nesta especialidade, foi sempre requisitado pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional - Centro de Emprego de Basto. Também deu Formação na Associação Empresarial de Fafe, Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto. Não tenho a certeza se esteve em mais algum lado. Sei que ele era Coordenador nesses cursos e nessa área. Sei que, era muito estimado pelo seu profissionalismo e pelo respeito que imprimia em tudo o que fazia.
Deixou em choque toda a gente e principalmente a sua família que, não esperavam tal acontecimento. Era muito novo. Se, me não falha a memória ainda não tinha sessenta e quatro anos. Colaborava com todos em Cabeceiras, nomadamente com a nossa Autarquia. Pela parte que me toca nunca me disse não, quando me dirigia a ele e ao seu sócio, o João Lourenço Castro Gomes, da Cachada e lhe pedia um troféu destinado às actividades realizadas pelas crianças que frequentam a ADIB- Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto e que participavam nas Comemorações do 25 de Abril ou noutros eventos.
Pelo que conhecia dele, sempre o considerei um homem deste tempo moderno, sempre actualizado em todos os assuntos do País e do Mundo. Certamente que além de fazer falta à sua querida família também os seus conhecimentos irão fazer falta a todos e, em especial aos mais jovens principalmente naquilo que ele melhor dominava. Ser mestre em electricidade.
Muito haveria ainda para dizer sobre o “Rebelo de S. Nicolau” e, peço desculpa se, porventura, me esqueci de falar de algo importante mas, de certeza que, todos conheciam bem as virtudes e os seus talentos.
Desejo que o António Maria Rebelo se encontre em paz no Reino de Deus.
Um bem haja pela contribuição que ele deu no crescimento da nossa maravilhosa terra que é Cabeceiras de Basto.


Por: Fernanda Carneiro

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.