Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 13-06-2011

SECÇÃO: Informação

‘Regresso’ em exposição na Casa da Cultura

Um conjunto de peças de cerâmica, esculturas, painéis e texturas irradiantes podem ser apreciados até ao próximo dia 22 de Julho na Casa Municipal de Cultura de Cabeceiras de Basto, uma exposição do artista José Ramos.

Joaquim Barreto e José Ramos (ao centro) na abertura da exposição
Joaquim Barreto e José Ramos (ao centro) na abertura da exposição
A mostra intitulada ‘Regresso’ é composta por cerca de 50 peças de variadas formas e tonalidades que dão a conhecer a obra de José Ramos.
A exposição foi inaugurada no passado dia 8 de Junho pelo presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Eng.º Joaquim Barreto, ao qual se associaram os vereadores e o próprio artista, que não perdeu a oportunidade de agradecer à Câmara Municipal “a forma como foi recebido” em Cabeceiras de Basto.
Depois de dar as boas-vindas ao executivo municipal e aos restantes convidados, José Ramos salientou que esta exposição é a mais expressiva em termos da quantidade de peças patentes ao público.
Artista explicou o processo de execução das suas obras
Artista explicou o processo de execução das suas obras
Depois de cumprimentar o artista, o presidente da edilidade Cabeceirense falou da função pedagógica da exposição, que reflecte a também “a qualidade dos produtos” expostos.
“Estão aqui muitas horas de imaginação e criatividade”, disse Joaquim Barreto, esperando que “a mostra seja um contributo para o enriquecimento da cultura cabeceirense”.
Com várias exposições a nível nacional e internacional, o escultor José Ramos frequentou o curso de Pintura e Escultura da Escola Superior de Belas Artes do Porto, passando a dedicar especial atenção à criação artística após a reforma de professor e inspector do Ministério da Educação.
Ao longo dos últimos anos participou em oficinas de azulejaria e cerâmica, tendo integrado várias exposições colectivas. Em 2008 e 2009 participou no Curso Internacional de Cerâmica Contemporânea, em Pontevedra, Espanha, com professores de várias nacionalidades.
Em Fevereiro de 2010 iniciou o estudo e experimentação de brilhos iridescentes nos vidrados que aplica nas suas peças, que procura conseguir com vapores de sais metálicos de prata, bismuto, estanho, ferro e cobre.
Natural de Celorico de Basto, o artista regressa a Cabeceiras de Basto para expor os seus trabalhos, concelho que há 40/50 anos atrás visitava durante as férias escolares. Seu pai era professor no Colégio de S. Miguel de Refojos, altura em que a família tinha uma propriedade na freguesia de Alvite, neste concelho de Cabeceiras de Basto.
A exposição ‘Regresso’ pode ser visitada das 9 às 12.30 horas e das 14 às 18.30 horas, de segunda a sexta-feira na Casa Municipal de Cultura de Cabeceiras de Basto, até ao dia 22 de Julho.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.