Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 23-05-2011

SECÇÃO: Opinião

Recordações

foto

Foi na vila de Cavez
Onde um dia vim ao mundo
Desde então por ela sinto
Um amor muito profundo

É banal a minha história
Nada tem de comovente
São as histórias da vida
Da vida de toda a gente

Fui feliz na minha infância
Apesar das condições
Por tudo o que me rodeia
Hoje são recordações

Era ainda rapazinho
Pelos caminhos andei
Os meus pais tinham ovelhas
Na tapada as guardei

De Cavez até Agunchos
A caminho da escola
Com as mãos cheias de nada
Uma lousa na sacola

Com estatuto de vila
Hoje tudo tão mudado
Só os mais velhos recordam
O que foi o seu passado

Nesses tempos de pobreza
O povo tinha alegria
A fome dava – lhes força
Para cantar todo o dia

Até já nas romarias
Há atitudes mudadas
Já não há as correias
A fugir às cacetadas

Lembro ainda os companheiros
Aqueles com quem cresci
Muitos deles já partiram outros andam por ai

Saudades do meu bom pai
Da santa da minha mãe
Pelo seu amor aos filhos
É no Céu que Deus os tem

Meu pai foi p'ra Moçambique
Quando a vida o exigia
Foi procurar melhor sorte
A de cá já não sorria

Quando deixei a escola
Quis também mudar de vida
Mas confesso que chorei
Na hora da despedida
(Continua)



Por: Alexandre Teixeira

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.