Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 11-04-2011

SECÇÃO: Informação

Representantes do Ministério da Educação nas CPCJ reuniram em Cabeceiras de Basto

Joaquim Barreto deu boas-vindas ao grupo de trabalho

O presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Joaquim Barreto, cumprimentou e deu as boas-vindas aos representantes do Ministério da Educação nas CPCJ’s (Comissão de Protecção de Crianças e Jovens) do distrito de Braga, durante a reunião de trabalho que decorreu no dia 5 de Abril, na sede da CPCJ de Cabeceiras de Basto.

Reunião decorreu na Sede da CPCJ de Cabeceiras de Basto
Reunião decorreu na Sede da CPCJ de Cabeceiras de Basto
Depois de dar os parabéns a todos pelo trabalho levado a efeito ao nível da defesa das crianças e jovens em risco, o autarca elogiou o desempenho da CPCJ de Cabeceiras, que tem realizado “um bom trabalho com uma grande dimensão humana, social e educativa”.
Realçando a dedicação e o esforço desenvolvido pela CPCJ, Joaquim Barreto referiu que “a Câmara Municipal procura dar os meios que estão ao seu alcance para que os problemas e os diferendos com as famílias possam ser ultrapassados”. E acrescentou: “na CPCJ de Cabeceiras de Basto os resultados estão à vista”.
“No seio da equipa dos técnicos que a integram vive-se um sentimento de dar as mãos e trabalhar em conjunto, o que lhes permite funcionar em grande sintonia, muitas vezes sem horários e sem limites”, sublinhou o autarca.
A presença do presidente da Câmara nesta reunião é assim “o reconhecimento pelo excelente trabalho que é feito na CPCJ, que conta com o importante contributo dos professores”.
A coordenadora distrital dos representantes da Educação (DREN) nas CPCJ, Dra. Edite Bernardo, enalteceu a forma como os Municípios reconhecem e valorizam o trabalho das Comissões de Protecção de Crianças e Jovens em Risco, referindo que o envolvimento da Educação é uma mais-valia para o desempenho das CPCJ’s.
“Temos conseguido alcançar o objectivo de diminuir a taxa de abandono escolar e isso deve-se ao trabalho dos professores enquanto parceiros nestas equipas multidisciplinares”, assegurou.
A presidente da CPCJ de Cabeceiras de Basto, Dra. Rosa Miranda, e a representante do Ministério da Educação nesta Comissão, Dra. Ana Celeste Vilas, mostraram-se muito satisfeitas por receber este grupo, destacando que graças ao trabalho dos professores, a acção das Comissões de Protecção de Crianças e Jovens sai reforçada.
Em cima da mesa estiveram a partilha de experiências e a discussão sobre o papel da Educação nas CPCJ’s, entre outros assuntos de interesse.
De salientar, ainda, que na reunião de trabalho estiveram presentes representantes de doze dos catorze Municípios do distrito de Braga.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.