Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 11-04-2011

SECÇÃO: Informação

Presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto associou-se à assinatura do protocolo de financiamento
Grupo Folclórico de S. Nicolau avança com a construção da sede

Manuel Pacheco assinou protocolo
Manuel Pacheco assinou protocolo
A Associação do Grupo Folclórico de S. Nicolau – Cabeceiras de Basto foi uma das cinco instituições que assinou no passado dia 8 de Abril, no Governo Civil de Braga, um protocolo no âmbito do Programa de Equipamentos Urbanos de Utilização Colectiva, uma cerimónia que contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Eng.º Joaquim Barreto, do presidente do Grupo Folclórico, Manuel Martins Pacheco, e do presidente da Junta de Freguesia de Cabeceiras de Basto (S. Nicolau), Francisco Correia.
O protocolo de financiamento tem como objecto a construção da sede da Associação do Grupo Folclórico de S. Nicolau, uma obra que ascende aos 100 mil euros, sendo comparticipada em 45 por cento pelo Programa de Equipamentos Urbanos de Utilização Colectiva - Subprograma 2.
No final da assinatura do protocolo, o presidente do Grupo Folclórico de S. Nicolau, Manuel Martins Pacheco, mostrou-se muito satisfeito por ver concretizado um anseio antigo da associação, que hoje conta com 45 elementos.
A obra, que “deve arrancar no mais curto espaço de tempo possível”, terá um prazo de construção de um ano, salientou Manuel Martins Pacheco, agradecendo à Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto “todo o apoio dado na concretização deste sonho”.
A construção da sede vem dignificar “todo o trabalho e a actividade que o Grupo Folclórico de S. Nicolau tem vindo a desenvolver”, realçou Manuel Martins Pacheco.
Também o presidente da Junta de Freguesia de Cabeceiras de Basto (S. Nicolau), Francisco Correia, se mostrou “muito satisfeito” pela assinatura do protocolo para a construção da sede do grupo folclórico, assegurando que a junta de freguesia irá “apoiar a obra dentro do possível”.
Sessão decorreu no Governo Civil de Braga
Sessão decorreu no Governo Civil de Braga
“Porque somos uma freguesia solidária, todos vão contribuir para a concretização do projecto”, atestou Francisco Correia.
De salientar que, ao longo dos últimos anos, o Grupo Folclórico de S. Nicolau funcionou em instalações da junta, um espaço que deverá, no futuro, dar lugar a um Centro de Dia, avançou Francisco Correia.
Depois de saudar os autarcas e dirigentes associativos, o Governador Civil, Dr. Fernando Moniz, felicitou-os pela sua “teimosia cívica” em concretizar obras de grande alcance social através de projectos e programas desburocratizados que o Governo disponibilizou e apoiou com comparticipações consideráveis.
Estes trabalhos de natureza simples revelam-se de grande significado e importância pois valorizam o espírito empreendedor e voluntário das associações, num momento em que as comunidades locais desempenham papel determinante nas respostas à crise que assola o país e o mundo globalizado, destacou Fernando Moniz, salientando que concorda com os que defendem que o século XXI será o século das comunidades locais.
Por outro lado, Fernando Moniz registou com agrado o facto de o Governo ter decidido dar continuidade aos programas de natureza simples, baratos, mas com grande efeito multiplicador na utilização dos dinheiros públicos e que se revelam de grande alcance social, constituindo-se como complementaridades activas face aos investimentos de estrutura que também acontecem no distrito de Braga e, ao mesmo tempo, como desafio e incentivo às grandes potencialidades das comunidades locais que em períodos de crise historicamente vêm desempenhando um papel fundamental.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.