Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 21-03-2011

SECÇÃO: Informação

Plantação de árvores e limpeza de mato no arranque da Semana da Primavera e da Floresta em Cabeceiras de Basto

Jogos tradicionais
Jogos tradicionais
A plantação de árvores e a limpeza de mato nos Parques Florestais - Floresta Verde de Refojos e Vila Nune marcou no dia 21 de Março, a abertura da Semana da Primavera e da Floresta, uma iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e pela empresa Emunibasto, às quais se associaram o Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto, o Regimento de Cavalaria n.º 6 (RC6) de Braga, os Bombeiros Voluntários Cabeceirenses e a Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Norte (DRAPN).
Dezenas de crianças e jovens alunos do 7.º F e 7.º B da Escola Básica e Secundária de Refojos, do Clube da Floresta - Os Javaleiros - da EB1 da Ferreirinha de Cavez e do 5.º ano da EB2,3 do Arco de Baúlhe participaram nas actividades que marcaram o arranque da Semana da Primavera e da Floresta, que coincidiu com as celebrações do Dia da Árvore.
Azevinho, medronheiro, acer negundo, liquidambar e pinheiro bravo foram algumas das árvores plantadas pelos jovens para assinalar a semana dedicada à floresta e ao seu uso múltiplo.
Várias espécies foram plantadas
Várias espécies foram plantadas
Para além da plantação de novas espécies, foi também efectuada a retancha (substituição das plantas antigas por árvores novas) com o intuito de manter vivos os dois Parques Florestais, criados há dois anos pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, em conjunto com os Baldios de Refojos e Vila Nune, Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto e Bombeiros Voluntários Cabeceirenses.
À comemoração do Dia da Árvore juntaram-se o presidente da Câmara Municipal, Eng.º Joaquim Barreto, o vereador Francisco Pereira, a administradora da Emunibasto, Fátima Oliveira, a presidente da Comissão Administrativa Provisória do Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto, Maria do Céu Caridade, e o Eng. Domingos Pinto do Gabinete Técnico Florestal.
Os Javaleiros associaram-se à plantação no Parque Florestal, em Chacim
Os Javaleiros associaram-se à plantação no Parque Florestal, em Chacim
Depois de elogiar o empenho das crianças na manutenção dos Parques Florestais, o autarca Joaquim Barreto falou da importância da floresta para o meio ambiente e para o desenvolvimento económico do concelho.
“A floresta tem um uso múltiplo e uma grande riqueza e por isso deve ser valorizada”, disse o edil, chamando a atenção para o Ano Internacional das Florestas que se comemora no corrente ano.
Desafiando as escolas a valorizarem e a dedicarem atenção aos Parques Florestais, Joaquim Barreto destacou que “os Parques Verdes têm como objectivo assumir-se como um espaço de educação das crianças”, levando-as “a compreender melhor a floresta”.
Jogos tradicionais
Jogos tradicionais
Muito animados, os Javaleiros iam entoando cânticos à árvore e à natureza enquanto se plantavam as novas espécies.
Paralelamente, decorreram visitas guiadas, oficinas criativas, actividades desportivas e demonstração de equitação no Centro de Educação Ambiental e no Centro Hípico de Vinha de Mouros. Estas iniciativas contaram com a colaboração dos alunos e professores do Externato S. Miguel de Refojos, onde se deslocaram também dezenas de crianças dos Jardins-de-Infância de Leiradas, Vila Nune, Carvalhal e Centro Escolar Padre Dr. Joaquim Santos.
Em Vila Nune, a motivação foi total
Em Vila Nune, a motivação foi total
O programa que encerra no sábado, dia 26 de Março, prossegue no dia 22 de Março com a celebração simultânea o Dia Mundial da Água.
Para além das visitas às ETAR’s do Arco de Baúlhe e Refojos, os alunos das escolas poderão participar em diferentes actividades no Centro de Educação Ambiental e no Centro Hípico de Vinha de Mouros, bem como visitar a exposição de espantalhos intitulada ‘Os Vigilantes Silenciosos’, ou ainda praticar desportos radicais, com slide e escalada, uma iniciativa que conta com o apoio do RC6 de Braga.
Actividades diversas, direccionadas sobretudo para a comunidade educativa, mas abertas à população em geral com o intuito de sensibilizar as pessoas para as questões ambientais e o uso múltiplo da floresta.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.