Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 28-02-2011

SECÇÃO: Opinião

“Somos só uma Raça”

Oh! Meus irmãos negros,
Amarelos, vermelhos ou brancos.
Vós que sois filhos do mesmo Pai,
Vós que nasces-te do mesmo Pai,
Sois cobertos com o mesmo manto.
Um manto diáfano um manto Divino!...
Um manto p’ra todos os filhos!...
Que a todos dá os mesmos cadilhos,
Que a todos lava com lágrimas do seu Pranto,
Que a todos traça o seu destino.

Vós Almas puras como as rosas,
Que abrem à tarde ou de noite ao luar.
Como crianças no regaço a brincar,
Nas vossas tardes e noites viciosas;
Nas vossas preclaras manhãs de Abril.
Como um botão puro Diamantino,
Feitas da Alva e de uma nova Aurora!...
Como um lírio branco alabastrino,
Que vão todos os dias onde Deus mora.

Enfim! Negros, brancos, amarelos, vermelhos.
Todos cheios de amor e esperança.
Voltar-mos ao berço como uma criança,
Como quem espera uma manhã radiosa.
Todos reunidos no mesmo concelho,
Todos irmanados na mesma regra!...
Todos a dizer que não à guerra.
No cimo da Cruz, um ramo de oliveira!...
E num gesto grandioso uma pomba nos trás,
No bico uma carta; com a notícia da Paz.

Jaime de Sousa e Silva

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.