Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 28-02-2011

SECÇÃO: Informação

Matança do Porco em Mondim de Basto mobiliza duzentas pessoas

À semelhança do que acontecia em muitas aldeias minhotas e transmontanas, de Dezembro a Fevereiro nas casas portuguesas, a freguesia de Mondim de Basto promoveu pela 5ª vez consecutiva a ‘Matança do Porco’. Uma iniciativa na qual marcaram presença muitos populares, que não ficaram indiferentes a esta jornada que tradicionalmente, permitia o aproveitamento dos condimentos desta carne suculenta para, por um lado, alimentar as famílias ao longo do ano, já que escasseava a carne, e por outro, preparar os enchidos e a afamada orelheira tão típica do domingo gordo e da terça-feira do Entrudo. Aliás a boa gastronomia portuguesa não fica indiferente às iguarias que dele resultam e fazem as delícias das pessoas, como são, as farinheiras, moiras, chouriças, costelas, rojões, salpicões e presuntos que faziam igualmente a fartura e a força para os trabalhos agrícolas.
O programa deste evento propriamente dito começou com uma caminhada, que em dia ‘primaveril’, teve início no Parque de Campismo de Mondim. Após deambular pela bela e peculiar natureza daquela terra de Basto, seguindo trilhos num trajecto ora acentuado, ora plano com o horizonte da Senhora da Graça e em clima de grande harmonia e tranquilidade fruindo os ares despidos de inovação tecnológica, serpenteando rotas campestres e casinhas de pedra, os cerca de 130 participantes provindos de vários pontos do norte do país, foram contemplados com vales, paisagens verdejantes, levadas e moinhos. No lugar de Pedra Vedra, foi feita a primeira pausa, para o ‘Mata Bicho’ à moda antiga, servido numa casa rural - cedida gentilmente pelo Sr. Francisco Vilas-Boas. Deliciosas pataniscas, broa caseira, febras de porco grelhadas tiradas na hora da peça, vinho verde e o famoso café no pote, foram servidos proporcionando agradáveis momentos entre os presentes, havendo inclusive tempo para dar uns passinhos de dança ao som da concertina do conhecido tocador Luis da Etelvina.

Convívio foi muito participado
Convívio foi muito participado
Finda esta pausa, o grupo prosseguiu dencendo o vale do Tâmega em direcção ao lugar de Rebufa e passando pela Vila. O destino final foi o Parque de Campismo, onde foi servido um reconfortante almoço cuja iguaria principal foi a carne de porco, assada no espeto. Enquanto isso, a animação reinada no local, desta vez ao toque da Banda André que proporcionou agradáveis momentos.
Esta iniciativa da Junta de Freguesia de Mondim, que contou com a parceria do Parque de Campismo, assenta numa estratégia que visa dinamizar e atrair turistas, dando a conhecer a terra e seus costumes.
Na totalidade estiveram presentes nesta 5ª Edição, na totalidade, cerca de 200 pessoas, campistas, grupos de caminheiros de Fafe, Matosinhos, Porto, Guimarães, entre outros lugares.
A organização, agradeceu publicamente a todos os participantes a presença e o reconhecimento manifestado, razão que motiva a continuação deste trabalho em prol da promoção turística e do lazer que este pequeno e valiosíssimo recanto proporciona a quem ali reside e a quem o visita.
De referir ainda que a Junta de Freguesia de Mondim está já a preparar o programa do 25 de Abril, que oportunamente será divulgado.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.