Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 30-12-2010

SECÇÃO: Opinião

Os Caminhos da União em 2011

foto
Estamos a dizer adeus a 2010.
O nascer de um ano novo é sempre uma esperança renovada e uma nova realidade em marcha.
Nos caminhos da União a Hungria vai assumir pela primeira vez a presidência rotativa da união.
A Estónia vai ser o 17 estado membro a integrar a zona euro.
E em 2011 , Turku na Finlândia e Talin na Estónia são capitais europeias da cultura. A Capital Europeia da Cultura é uma iniciativa da União Europeia que tem por objectivo destacar a riqueza e a diversidade das culturas europeias.
Mas o grande desafio para a União Europeia em 2011 é a saída definitiva da crise económica e financeira e a defesa da sua moeda única depois de um ano bastante atribulado com a situação da Grécia e da Irlanda e com as ameaças que ainda pairam sobre alguns países em particular sobre Portugal e Espanha.
Felizmente, para Portugal, para os portugueses e para todos os povos europeus que integram este projecto, a União tomou no final deste ano algumas decisões para a defesa do euro que vão no sentido certo , apesar das divergências , de alguma morosidade em certas situações e de ainda haver um longo caminho a percorrer nomeadamente pela necessidade de pequenas alterações ao tratado de Lisboa que terão de ser ratificadas pelos parlamentos nacionais .
Pelo seu passado de estabilidade e de progresso, a União Europeia constitui o mais importante projecto de presente e de futuro para os Europeus e por isso 2011 vai concerteza representar um bom ano para todos e o fim anunciado para a crise.
Neste início de 2011 é interessante recordar um pequeno trecho do Poema de Ano Novo de Carlos Drummond de Andrade.

Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

Estas bonitas palavras de Carlos Drummond de Andrade são claramente um desafio para todos nós.
Temos de abandonar a passividade, ser criativos e inovadores e só assim iremos merecer um futuro melhor e dar continuidade a este projecto europeu onde se cruzam os caminhos da paz, do bem-estar, do desenvolvimento sustentável, da democracia, do respeito pelas minorias enfim do respeito pela diferença e pelos outros.
Finalmente temos de recordar que 2011 é o Ano Europeu do Voluntariado sob o lema «Sê voluntário! Isso faz a diferença»:
Há muitas definições e tradições diferentes quanto ao voluntariado mas uma só consequência, sempre que as pessoas se mobilizam para ajudar as outras e apoiar os mais necessitados, tanto a sociedade em geral como os voluntários beneficiam com isso.
Através do voluntariado as pessoas aprendem, aproveitam as suas capacidades e desta forma promovem o seu desenvolvimento pessoal e social.
Este espírito solidário é essencial para que sejam ultrapassadas as dificuldades que se avizinham sem um agravamento significativo da crise social, a mais temida das crises.
E com este apelo à solidariedade, à determinação em vencer as dificuldades que se avizinham e ao espírito de conquista que nos deve animar a todos, termino este pequeno apontamento com votos renovados de um Feliz Ano Novo.

Por: Abraão Veloso

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.