Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 02-08-2010

SECÇÃO: Informação

Pista para Aeronaves acolhe Encontro de Ultraleves

A Pista para Aeronaves de Cabeceiras de Basto, acolheu na manhã de Domingo, dia 1 de Agosto, mais um Encontro de Ultraleves.
Uma iniciativa organizada pela Câmara Municipal e pela empresa Emunibasto, que teve início pelas 11h30m, em plena Serra da Cabreira, altura em que começaram a chegar os ultraleves provindos da Póvoa de Varzim, fruto de uma uma parceria estabelecida com o Aeroclube do Norte, sedeado naquela localidade.

As avionetas despertaram a atenção de crianças e adultos
As avionetas despertaram a atenção de crianças e adultos
Cerca de uma dezena de avionetas aterrou na Pista de Cabeceiras de Basto, localizada na freguesia de Abadim, a pesar das condições atmosféricas pouco favoráveis que marcaram o trajecto, sobretudo junto ao litoral. A neblina que se fazia sentir levou à desistência de alguns participantes inscritos neste encontro, tendo os restante que voar numa altitude superior à estipulada. Mesmo assim, foram muitos os que vieram e muitos os populares que por ali passaram para ver os ultraleves. Alguns mais sortudos, ainda tiveram oportunidade de dar uma voltinha e apreciar o quão bonito é este concelho, nomeadamente a parte da serra com montes e vales a envolver pequenas e pitorescas aldeias que se vislumbram na paisagem.

Pista licenciada pelo INAC

Uma dezena de avionetas aterrou na Pista de Aeronaves
Uma dezena de avionetas aterrou na Pista de Aeronaves
Recorde-se que esta Pista foi licenciada pelo Instituto Nacional de Aviação Civil no dia 15 de Junho de 2008, encontrando-se desde então em funcionamento. Foi construída ao longo de vários anos com o apoio do Regimento de Engenharia Nº3 de Espinho, cuja acção contribuiu para dotar aquela infra-estrututura de óptimas condições de utilização.
De referir que o primeiro objectivo desta pista, que tem como responsável o Engº Luís Dourado, é servir de apoio no combate aos incêndios florestais, já que entre Braga e a Serra do Alvão, zona de grande mancha florestal, com uma orografia muito acidentada e acessibilidades difíceis, não existe qualquer outra infra-estrutura desta natureza. Assim, este equipamento reveste-se de grande importância ao nível da protecção civil, não só para Cabeceiras de Basto, mas para uma região muito mais vasta que compreende os concelhos de Vieira do Minho, Montalegre, Boticas, Ribeira de Pena, Mondim de Basto, Fafe e Celorico de Basto.
Com cerca de mil metros de extensão, esta Pista levada a cabo pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto representa um equipamento que se traduz num investimento audacioso de grande dimensão, cuja concretização recolheu igualmente o contributo das populações.

foto
Infraestrutura de apoio ao turismo

O segundo objectivo que determinou a construção desta pista para aeronaves foi a criação de uma infraestrutura de apoio ao turismo, capaz de possibilitar o tráfego de aeronaves de recreio.
Recorde-se que o concelho de Cabeceiras de Basto possui um património natural e edificado de grande valor histórico e com interesse turístico de que se destacam as paisagens naturais deslumbrantes, equipamentos lúdico-desportivos únicos na região, como a Pista de Pesca Desportiva de Cavez ou o Centro Hípico de Cabeceiras de Basto que, naturalmente, ficam beneficiados com a sua construção.
Esta Pista para Aeronaves tpode ainda ser transformada em Hipódromo, onde se realizam com frequêncuia corridas de cavalos, provas muito apreciadas pela população local.

De referir que esta é a terceira vez que esta Pista acolhe um encontro de ultraleves, cujos participantes, alguns provindos da Galiza, aqui se deslocam para sobrevoar e conhecer o concelho, assim como passar uma agradável jornada de lazer e recreio nesta terra.
A opinião é unânime, esta é uma excelente pista, dizem os aviadores que por aqui passam.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.