Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 02-08-2010

SECÇÃO: Opinião

Correio do Leitor

Ex.ª Senhora
D. Fernanda Carneiro

Eu e o meu irmão Jaime, desde de pequenos, sempre tivemos gosto pelo saber, embora muito limitado, até porque, as possibilidades eram muito pequenas.
Pelo tempo fora fomos lutando pela vida, sempre procurando saber mais um pouco, inclusivamente rádio e televisão. Sempre fomos amigos de conhecer algo técnico.
Há dias, meu irmão falou-me sobre as notícias das alterações previstas, e eu prometi que, se encontrasse algo para dizer de forma positiva, lhe escrevia. Assim, fui escrevendo, e, no fim da carta, achei certa graça, e lembrei-me que até pode agradar a mais alguém, não sei.
Tomo a liberdade de enviar à D. Fernanda para apreciar, e, se entender que tem algum interesse, o que o Jornal achar bem, publicar ou não, eu concordo plenamente.
Evidentemente, um pouco de bom humor, também tem o seu lugar, até porque, ficarmos tristes, nada resolve.
Já foram publicadas várias quadras minhas, inclusivamente em nosso jornal ECOS DE BASTO, como, por exemplo: Tudo anda, tudo corre, é tão rica a Natureza. Tudo nasce, tudo morre, tudo vive com certeza.
Galáxia ou electrão, sempre, sempre em movimento. Nosso Mundo em Translação, corre mais que o forte vento.
Sei muito pouco, mesmo pouco, mas gosto de saber, e vou dizendo umas coisas.

Com os meus comprimentos
António Gonçalves

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.