Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 10-05-2010

SECÇÃO: Opinião

Adeus de Mãe

foto
Adeus de Mãe

Agradeço-vos muito, muito do coração, o bem que sempre me tratastes: nunca deixastes de seguir à risca os pedidos e conselhos do vosso Santo Pai, que foi modelo de todas as virtudes.
A todos vós peço perdão das minhas faltas, lastimando não ter correspondido melhor ao vosso afecto.
Despeço-me de todos os meus queridos filhos e irmãos que os considera como filhos, com muito amor e saudade e só por os deixar me custa a morte. Mas espero na bondade de nosso senhor ir encontrar o vosso Santo Pai e depois viver com ele e com todos os meus na felicidade eterna do céu. Para este encontro definitivo se poder realizar entre todos, recomendo a cada um o exacto cumprimento da lei de Deus.
Entre vós, recomendo-vos sobretudo, como já fez o vosso Pai, a maior união e amizade…
Aos meus queridos filhos mais uma vez agradeço o bem com que sempre me trataram e peço perdão.
Despeço-me com o maior amor e saudade, com a maior pena de vos deixar. A todos peço que se lembrem da minha alma e peçam também a Nossa Senhor que um dia nos reunamos no céu.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.