Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 29-04-2010

SECÇÃO: Informação

Casa da Cultura apresenta «Memórias do Passado: ofícios e vivências»

A Casa Municipal da Cultura de Cabeceiras de Basto tem patente ao público desde 22 de Março e até ao próximo dia 16 de Abril, a exposição «Memórias do Passado: ofícios e vivências».

Os trajes também fizeram parte da exposição
Os trajes também fizeram parte da exposição
Trata-se de uma exibição que tem por finalidade dar a conhecer os objectos que faziam parte do quotidiano dos nossos antecessores, resultante de um trabalho efectuado por quatro jovens (Carine Félix, Catarina Teixeira, Etelvina Teixeira e Luísa Carvalho) que frequentam o 12º ano, da turma F, do Externato S. Miguel de Refojos, em Cabeceiras de Basto.
Desenvolvida no âmbito da Área de Projecto, esta mostra apresenta peças do mundo laboral cabeceirense que hoje não se encontram com grande facilidade e que foram caindo em desuso, em virtude das novas tecnologias introduzidas no quotidiano português. Todos os objectos expostos estão relacionados com actividades tradicionais do concelho, nomeadamente, a agricultura, a moagem, a cestaria, a tamancaria e a tecelagem.
Uma iniciativa que conta com o apoio do Externato S. Miguel de Refojos, da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e da empresa Emunibasto, integrando assim, a programação anual deste espaço expositivo municipal concelhio localizado em plena Praça da República.
De referir que esta exposição pode ser visitada de Segunda a Sexta-feira, das 9h00m às 12h30m e das 14h00m às 18h30m.
Os utensílios outrora utilizados
Os utensílios outrora utilizados
Ao apoiar este tipo de iniciativas, a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto está não só a contribuir para a dinamização da sala de exposições da Casa da Cultura, como também a apoiar a sociedade civil no desenvolvimento de actividades, através das quais é possível conhecer melhor esta terra e o modus vivendi das suas gentes.
Ao que apuramos, a próxima exposição da Casa da Cutura, será dedicada à vida e obra de Zeca Afonso. O Sonho Cantado, reflecte assim o trajecto deste homem cuja intervenção foi de suma importância no panorama literário, musical e cultural de Portugal, no período agitado do 25 de Abril.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.