Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 29-04-2010

SECÇÃO: Informação

Empossados os Novos Órgãos Sociais da NORTE E QUALIDADE

Certificar mais produtos locais de qualidade, é um dos principais objectivo da Associação «Norte e Qualidade – Instituto de Certificação de Produtos Agro-Alimentares, artesanais e outros» que no dia 26 de Março, elegeu e empossou os órgãos sociais para o triénio 2010-2012
O Eng. Paulo Dias, de Vieira do Minho, é o novo Presidente da Assembleia Geral e está acompanhado pela Engª. Teresa Moreira e pela empresa Skillmind – Consultoria, Lda. A nova Direcção é presidida pela Dra. Cristina Sanches, de Mondim de Basto, que está acompanhada, na Vice-presidência por António Manuel Jorge de Montalegre e pela Tesoureira a Dra. Liliete Silva, de Cinfães. O Conselho Fiscal é presidido pela Câmara Municipal de Melgaço que está acompanhada pelo Instituto Politécnico de Viana do Castelo e pelo Eng. Luís Filipe Lopes, de Vila Real.
A lista sufragada, que mereceu o voto unânime de todos os associados presentes, foi apresentada pela Direcção cessante, liderada pelo Eng. Joaquim Barreto, Presidente da Direcção da Mútua de Basto/Norte, sediada em Cabeceiras de Basto.
Na oportunidade, Joaquim Barreto disse que a lista inclui pessoas ligadas a vários sectores de actividade e aos diferentes produtos, nomeadamente à carne e ao mel, demonstrando a preocupação de que as mesmas tivessem um bom conhecimento e ligação aos sectores e aos territórios de onde são provenientes. Com efeito, nos novos órgãos sociais estão pessoas de Arouca, Mondim de Basto, Cabeceiras de Basto, Vieira do Minho, Braga, Viana do Castelo e Melgaço. O Presidente da Direcção cessante agradeceu a todos a disponibilidade incondicional para integrarem esta lista, afirmando que tem a certeza que os elementos que agora foram empossados vão trabalhar na defesa e valorização dos produtos locais de uma vasta região do Norte de Portugal, em benefício dos produtores e também dos consumidores.
De referir que a Associação Norte e Qualidade está sediada em S. Torcato, Guimarães e tem ainda como objectivos: controlar toda a fileira produtiva dos produtos agrícolas e agro-alimentares e outros produtos, verificando o cumprimento dos cadernos de especificações ou dos modos de produção legalmente fixados; proceder à certificação de produtos de Denominação de Origem, Indicação Geográfica ou nomes tradicionais; registar e gerir o uso de marcas colectivas de certificação para produtos artesanais definindo as normas a obedecer; controlar toda a fileira produtiva dos produtos para a certificação.
Actualmente a Norte e Qualidade é responsável pela Certificação da Carne das Raças Bovinas Cachena, Barrosã e Arouquesa, pelo Cabrito das Terras Altas do Minho e pelo Mel das Terras Altas do Minho.
A nova Presidente da Direcção, Drª Cristina Sanches, afirmou no momento da tomada de posse que há novos desafios para a Associação resultantes da aplicação de novas regras impostas pela tutela e que uma das preocupações ao longo do mandato, para além do acompanhamento de controlo das fileiras, vai ser a de certificar mais produtos locais. «Somos uma região muito rica em produtos de qualidade e o nosso dever é o de avançar para a sua certificação valorizando-os e dando-lhes maior visibilidade», afirmou, Cristina Sanches.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.