Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 14-12-2009

SECÇÃO: Informação

Quartel dos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses em obras

Decorrem a bom ritmo as obras de requalificação e ampliação do Quartel dos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses, cuja conclusão se prevê para o próximo mês de Abril.
Trata-se de um investimento que ultrapassa o meio milhão de euros, que visa transformar aquele Quartel no melhor do distrito e cuja envergadura vai certamente dignificar a instituição e a vila.

As obras em curso estarão prontas em Abril de 2010
As obras em curso estarão prontas em Abril de 2010
As obras de requalificação do Quartel dos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses [BVC] encontram-se em curso. A sua conclusão está prevista para o próximo mês de Abril, altura em que esta instituição celebrará o 61º aniversário.
Segundo informação divulgada, trata-se de uma obra, através da qual a direcção pretende transformar esta Associação, numa das melhores do distrito de Braga, não só fisicamente, já que a intervenção fala por si, mas também ao nível de desempenho procurando continuar a servir com determinação e afinco a população.
Recorde-se que a obra de requalificação e ampliação do Quartel dos Bombeiros Voluntáris Cabeceirenses resulta da candidatura apresentada ao Programa Operacional de Valorização do Território. Candidatura esta, que mereceu a aprovação de 70 por cento de fundos comunitários, sendo a restante verba da responsabilidade desta corporação. Globalmente, a obra ascende a 571 mil euros e a Associação assume um auto-financiamento que ultrapassa os 150.000 euros. Um esforço financeiro que o presidente da direcção, Dr. Jorge Machado, diz valer a pena. Para tal conta com o apoio dos cidadãos, das instituições e das empresas concelhias. Por outro lado, será igualmente lançada uma campanha de angariação de fundos nesta quadra natalícia, tendo em vista amealhar verba para esta causa.

A obra

O projecto desta obra distingue-se não só pela beleza arquitectónica, mas também pelas melhores condições de habitabilidade e funcionamento que trará àquela instituição, além de, contribuir para a criação de uma nova centralidade na vila cabeceirense. Localizado no Campo do Seco, próximo de outros equipamentos como a Escola EB 2,3 de Refojos de Basto, o “novo” Quartel responderá certamente a novas necessidades tendo a direcção da instituição aproveitado a oportunidade concedida pela candidatura de beneficiar o principal centro de oprações, dotando-o de melhores condições de conforto, higiene, segurança e comodidade para os profissionais que ali trabalham e consequentemente melhorar a prestação de serviços à população.
De referir que a intervenção prevê uma quase total readaptação dos espaços existentes, a ampliação do edifício, dotando-o de mais, melhores e maiores espaços. Por outro lado, a zona de aparcamento de viaturas no rés-dochão do edifício, passará a contemplar áreas distintas para veículos de incêndios e veículos de saúde. No mesmo piso ficarão ainda instalados os serviços administrativos, a central e comunicações, a área social, com bar e copa, um espaço internet e uma sala de formação. No primeiro andar do edifício, além do gabinete da direcção, sala de reuniões e do restaurante existente, serão criados um auditório e duas novas camaratas com respectivos balneários para bombeiros e bombeiras.
A intervenção efectuada vai certamente criar melhores condições, já que o antigo Quartel conta com cerca de 30 anos de existência e vinha reclamando sucessivas melhorias e adaptações. Será uma boa prenda de aniversário para todos os que dão corpo a esta instituição, sejam profissionais, voluntários e associados.
De referir ainda que presentemente, esta corporação dos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses, integra 12 profissionais, cerca de 80 voluntários e 1500 associados, dando corpo a uma das maiores instituições concelhias, com capacidade para atrair muitos jovens. Esta instituição serve uma área de 242 quilómetros quadrados, com uma população muito dispersa, densamente florestrada e com a responsabilidade acrescida de assegurar o socorro na auto-estrada A7, mais precisamente nos troços entre o Arco de Baúlhe e Ribeira de Pena.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.