Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 12-10-2009

SECÇÃO: Informação

Associação Empresarial de Fafe, Cabeceiras e Celorico de Basto entrega diplomas de certificação

Através do CNO – Centro Mais, a Associação Empresarial de Fafe, Cabeceiras e Celorico de Basto [AEFCC], procedeu no dia 1 de Outubro à entrega de 72 certificados aos alunos que concluíram quer o nível básico – 9º ano – quer aos adultos que concluiram o nível secundário – 12ºano.
A cerimónia teve lugar no Auditório Municipal Ilidio dos Santos, em Cabeceiras de Basto e contou com a presença do Presidente da edilidade, Engº Joaquim Barreto, do Presidente da AEFCC, José Hernâni Costa, da representante do Governo Civil de Braga, Drª Ana Paula Costa, do representante da DREN Dr. Jorge Correia e do representante do Centro de Emprego de Basto, Dr. José Carlos Oliveira, bem como dezenas de formandos, familiares e convidados.

A mesa que presidiu à cerimónia
A mesa que presidiu à cerimónia
Na ocasião, o presidente da AEFCC, manifestou a sua satisfação por estar perante tantos adultos, que decidiram voltar à escola, aproveitando esta oportunidade para obter a sua certificação quer no ensino básico, quer no ensino secundário. Uma decisão que implicou por parte de todos trabalho e empenhamento. Na oportunidade, lembrou que este CNO Centro Mais, proporciona junto da comunidade, formação quer de jovens, quer de adultos, através dos Cursos de Educação e Formação de adultos, Cursos para Jovens, bem como Cursos Profissionais de nível III administrados pela Escola Profissional de Fafe. Segundo adiantou, até ao momento, foram certificadas 750 pessoas pelo CNO, 250 pela Escola Profissional e nos Cursos de Educação e Formação de Adultos 300 pessoas, sendo que 50 são de Cabeceiras de Basto. cerca de 210 jovens frequentam actualmente, cursos de Educação de Jovens , perfazendo no total, durante o dia, 700 o número de formandos que procuram obter uma certificação escolar e profissional. O presidente da AEFCC, disse que a Associação tem também procurado apoiar os empresários com medidas de relevo, através de mecanismos de incentivo ao desenvovimento de competências junto dos empresários, através das medidas Dinamizar e QI PME. Terminou lançando um repto ao presidente da Autarquia Cabeceirense no sentido de criar pontes e estreitar laços entre as duas entidades e desejando felicidades a todos os que nesta cerimónia receberam os respectivos diplomas.

Autarca enalteceu o esforço

Um dos formandos recebe o diploma das mãos do presidente da Câmara de Cabeceiras
Um dos formandos recebe o diploma das mãos do presidente da Câmara de Cabeceiras
Um repto que o autarca de Cabeceiras, Engº Joaquim Barreto aceitou, enaltecendo, no uso da palavra, o esforço feito por estes homens e mulheres que receberam os diplomas e desta forma, concluiram um processo que não é fácil, dadas as obrigações familiares e pessoais que o “regresso” à escola impõe. O edil realçou a criação destes Centros Novas Oportunidades que são de grande importância para a comunidade e finalizou felicitando os recém diplomados e enaltecendo os testemunhos dados por dois dos adultos que através deste processo se valorizaram não só pessoalmente, mas também valorizarma a terra em que vivem, já que uma terra é tão mais desenvolvida quanto qualificada for a sua população.
Durante a cerimónia, também o representante da DREN, Dr. Jorge Correia dirigiu palavras de apreço à Associação Empresarial, bem como a todos os que receberam a sua certificação, pela coragem demonstrada em aumentar as suas qualificações, desafiando os mesmos a continuar o seu processo de valorização e de reivindicação aos seus direitos à formação.
Chamados a intervir, Maria da Conceição Ramos e Armando Barroso de Azevedo, apresentaram o seu testemunho, apresentando o seu currículo, sublinhando a importância da certificação de nível superior para as suas vidas e os seus objectivos futuros no prosseguimento dos estudos. Mostraram-se ambiciosos e motivados para uma nova etapa da vida, emocionando a plateia quer pelo envolvimento familiar, quer pela revelação de novas competências.
De referir por fim, que o Centro Mais – CNO da AEFCC já ultrapassou as 3000 inscrições sendo que 500 são de Cabeceiras de Basto.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.