Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 18-05-2009

SECÇÃO: Informação

ONZE CIDADÃOS ASSINARAM PROGRAMAS DE VOLUNTARIADO

Decorreu no dia 16 de Maio, no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Cabeceiras de Basto, a assinatura de onze programas de voluntariado entre os voluntários inscritos no Banco Local e as Instituições onde aqueles vão prestar, de forma livre, desinteressada e responsável, e de acordo com as suas aptidões e o seu tempo livre, trabalho voluntário. Programas estes, estabelecidos no âmbito de voluntariado individual e voluntariado empresarial. Desta feita oito programas foram estabelecidos com a Basto Solidário, uma vez que esta Empresa Municipal desenvolve actividades de manifesta importância e interesse comunitário e que das suas atribuições faz parte a dinamização de Espaços de Convívio e Lazer nas freguesias do concelho, verdadeiros espaços de encontro, partilha e convívio dos séniores de Cabeceiras de Basto, bem como a promoção de diversas actividades, seja na identificação de problemas sociais, nomeadamente solidão que atinge um grupo muito significativo de idosos, seja no desenvolvimento de acções lúdico-criativas, formativas, de entretenimento ou valorização e promoção do bem-estar individual ou colectivo, que envolve um conjunto de recursos humanos que pode ser complementado muito positivamente com trabalho voluntário. A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, a empresa Emunibasto, o Centro Social e Paroquial de Cavez e a ADIB – Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto, acolheram igualmente o desenvolvimento de acções no âmbito do Banco Local de Voluntariado, recebendo voluntários e custeando o seguro com os mesmos.
Todos os voluntários vão desenvolver o seu trabalho na área social, incidindo não só no sector mais idoso da população, mas também nos jovens e em grupos fragilizados da sociedade.

O edil cabeceirense, impulsionador deste projecto, felicita os "novos" voluntários
O edil cabeceirense, impulsionador deste projecto, felicita os "novos" voluntários
Despertar o sentido solidário nos cidadãos

O Presidente da Câmara Municipal, Eng.º Joaquim Barreto, congratulou-se na oportunidade, com a adesão de tão significativo número de voluntários, que na totalidade já ultrapassa, duas dezenas de aderentes ao Banco Local de Voluntariado. A este propósito considerou ainda, tratar-se de um dos projectos mais significativos em curso no concelho de Cabeceiras de Basto, já que envolve a comunidade, combate o individualismo e ajuda a construir uma sociedade mais solidária e participativa em prol do bem estar dos Cabeceirenses.
Tratou-se por isso, de uma cerimónia simples, mas de grande significado, já que é reveladora do despertar do sentido solidário, num tempo em que a sociedade é demasiado egoísta, sobrepondo-se muitas vezes o interesse pessoal ao colectivo, referiu o autarca. A celebração destes protocolos têm em conta a defesa dos valores humanos, o bem-estar das pessoas e o Banco Local de Voluntariado tem dado passos importantes nesse sentido. Por fim, o edil agradeceu a disponibilidade de todos, chamando a atenção para o bom exemplo que estão a dar e o contributo para a construção de uma comunidade mais solidária, realçando no entanto a necessidade de não defraudar as espectativas criadas nos “beneficiários” com a adesão a este BLV.
Os voluntários receberam na ocasião, cartões identificativos de permitem o livre acesso nas instituições que os acolhem tendo em vista a prestação dos serviços que se propuseram.
De referir que o Banco Local do Voluntariado de Cabeceiras de Basto foi criado em Julho de 2008, por iniciativa da autarquia. O autarca Joaquim Barreto, considera a este propósito que é papel das autarquias fomentar o exercício de uma cidadania activa, cabendo-lhes também a responsabilidade de motivar os cidadãos para o voluntariado.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.