Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 18-05-2009

SECÇÃO: Informação

CRIANÇAS APRENDEM PROCESSO DE COMPOSTAGEM

No âmbito das acções previstas neste projecto, o Agrupamento de Escolas de Refojos e a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, na qualidade de parceiro activo, promoveram também uma acção de esclarecimento para as crianças do jardim-de-infância e da escola do 1º ciclo de Lameiros. Acção esta que dividida em duas sessões.

Primeira acção de sensibilização decorreu na Escola Báscia de Lameiros
Primeira acção de sensibilização decorreu na Escola Báscia de Lameiros
A primeira sessão decorreu no dia 15 de Maio. Um técnico do Gabinete Técnico Florestal da autarquia, esteve na escola para falar com os alunos, professores, educadores e auxiliares sobre o processo de compostagem – reciclagem de produtos orgânicos. Aquele técnico falou sobre os produtos e materiais orgânicos que podem ser objecto de compostagem, tais como os restos de comida, os resíduos verdes do jardim ou do quintal. Definiu a compostagem como o processo biológico de transformação de matéria orgânica, por acção de microorganismos, num composto fertilizante natural de grande qualidade que, se for utilizado na agricultura, reduzirá a utilização de fertilizantes químicos que, se por um lado, melhoram a produção agrícola, por outro apresentam-se como nocivos e contaminantes das águas. Por outro lado, a compostagem reduzirá significativamente os resíduos depositados nos aterros sanitários, locais para onde são levados os lixos domésticos produzidos.
A segunda sessão vai decorrer no próximo dia 21 de Maio e será uma oportunidade prática para todos os intervenientes introduzirem no compostor matéria orgânica. As crianças, professores e educadores, auxiliares e funcionários da cantina foram desafiados a levaram nesse dia resíduos passíveis de serem utilizados no compostor. Será pois uma acção prática de esclarecimento mas também de sensibilização para as vantagens da compostagem. E se tivermos presentes que estamos numa zona rural ou urbano/rural, facilmente se compreende que há quase sempre condições para se desenvolver este processo.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.