Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 06-04-2009

SECÇÃO: Informação

foto
A MINHA RUA TEM NOME...
RUA D. NUNO ÁLVARES PEREIRA (1360-1431)

Inicia no Cruzamento de Santa Comba e abrange o troço da Estrada Municipal 520 até à Rotunda de S. Miguel, onde conflui com as avenidas Cardeal António Ribeiro e 29 de Setembro, e a NW com a Rua da Fonte de S. João.
foto
O grande e Santo Condestável dos Exércitos de Portugal, esteve durante alguns anos na Freguesia de Pedraça, com a eleita dama do seu coração, Dª Leonor Alvim, viúva de Vasco Gonçalves Barroso, doador do Mosteiro de S. Miguel de Refojos. Pedraça orgulha-se ainda hoje, dos vestígios de uma torre, que teria sido o solar do Grande Condestável. Após o falecimento de sua mulher, aquele que era tido como o homem mais rico de Portugal, o grande estratega militar, vencedor das batalhas dos Atoleiros e Aljubarrota, tornou-se monge Carmelita, por amor aos pobres e à Igreja. Venerado desde a sua morte e beatificado em 1918, o Papa Bento XVI promoveu-o nos altares à categoria de Santo, estando anunciada a sua canonização para o próximo dia 26 de Abril no Vaticano.
foto
Cabeceiras de Basto também se orgulha de ter tão prestigiada figura no seu historial, atribuindo o seu nome ao arruamento deste vila que é o início da ligação entre a sede do concelho e a Freguesia de Pedraça.

RUA DO TELHADO

Inicia na Avenida Capitães de Abril e termina na Rua D. Nuno Álvares Pereira, junto ao Quartel da G.N.R.
foto
Topónimo tradicional popular local onde, segundo consta, em substituição do colmo tradicional, foi coberta pela primeira vez uma casa com telha, - a telha de Prado”- o que constituiu uma verdadeira novidade para a época. Daí designar-se ainda hoje, a Casa do Telhado.

RUA DA FONTE DE S. JOÃO

Inicia na rotunda de S. Miguel e termina na confluência com a Rua dos Bombeiros Voluntários e com o Largo do Campo do Seco, entroncando do seu lado esquerdo com a Rua Prof. Emídio Guerreiro e Rua António Mendes.
foto
Este topónimo tem por objectivo perpetuar o nome de uma fonte antiga, ainda ali existente, adornada com uma imagem de S. João Baptista, em azulejos, onde os forasteiros de outrora se refrescavam a saciavam a sede, ao mesmo tempo que mudavam de roupa e calçado para se dirigirem à Vila, à Feira ou ao Mosteiro, após longas caminhadas provindos dos mais distantes pontos do Concelho e arredores.
foto


© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.