Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 16-03-2009

SECÇÃO: Destaque

EB 2,3 de Cabeceiras de Basto vai para obras
Uma nova escola estará pronta em Setembro de 2010

A actual EB 2,3 de Cabeceiras de Basto, no Campo do Seco, vai dar lugar a um novo e moderno edifício escolar. São quatro milhões de euros de investimento para uma intervenção de fundo, sempre defendida pela Câmara Municipal e que o Ministério da Educação acolheu graças ao bom relacionamento existente entre o Governo Português e a Ministra da Educação em particular.
A Escola Básica do 2º e 3º ciclo de Cabeceiras de Basto, situada no Campo do Seco, e que integra também o ensino secundário profissionalizante desde o início do corrente ano lectivo, construída há mais de trinta anos, apresenta problemas diversos que impõem obras urgentes. Esta necessidade era há muito sentida e reconhecida pelo Ministério da Educação, mas muito especialmente pela autarquia Cabeceirense.

Projecto da futura escola - perspectiva vista do Campo do Seco
Projecto da futura escola - perspectiva vista do Campo do Seco
Por isso, a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e o Ministério da Educação, através da Direcção Regional de Educação do Norte celebraram recentemente um acordo de cooperação que tem em vista a requalificação e beneficiação deste equipamento, demolindo o existente e construindo um novo e moderno edifício escolar.
Esta Escola conta hoje com uma comunidade escolar muito próxima das mil pessoas, entre alunos, professores e pessoal não docente, contando ainda com um Centro de Novas Oportunidades. Está completamente lotada, sem espaço suficiente para o desenvolvimento das actividades o que obrigou o Conselho Executivo do Agrupamento a encontrar outras soluções que passaram pela celebração de um protocolo com a Câmara Municipal para a cedência de salas no Edifício Multiusos – Mercado Municipal.

Câmara Municipal defendeu intervenção de fundo

Como atrás já se referiu a necessidade de obras é reconhecida por todas as partes, muito em particular pela Câmara Municipal que sempre defendeu uma intervenção de fundo. O que estava previsto até há poucos dias era uma intervenção que incluía apenas a demolição de um pavilhão e a reabilitação de outros. Mas, de acordo com uma nota divulgada pela autarquia, foi graças à intervenção da Câmara Municipal junto do Ministério da Educação e muito especialmente ao bom relacionamento entre o Presidente da Câmara e a própria Ministra da Educação que rapidamente se concluiu pela necessidade de uma substituição integral da escola, com demolição dos vários pavilhões e construção de um novo e único edifício que permita uma melhor organização e gestão dos espaços e recursos aproveitando sinergias que resultarão naturalmente em melhor qualidade do ensino.
Os actuais quatro pavilhões vão dar lugar a um único e moderno edifício em forma de H
Os actuais quatro pavilhões vão dar lugar a um único e moderno edifício em forma de H
Esta opção defendida pela autarquia e aceite pelo Ministério da Educação que fez deslocar a Cabeceiras de Basto altos responsáveis da Rede Escolar para se inteirarem da situação, vai permitir então que no final do Verão do próximo ano a Escola no Campo do Seco seja completamente nova.
A obra vai desenvolver-se por fases para permitir o funcionamento das aulas e restantes actividades sem interrupções e grandes perturbações.

Quatro milhões de euros de investimento

O acordo de cooperação agora celebrado estabelece que a Câmara Municipal será a responsável pela obra, enquanto o financiamento, na ordem dos quatro milhões de euros, será garantido por fundos comunitários e fundos próprios do Ministério da Educação.
Vai assim nascer uma nova escola dotada de trinta e três salas, dois laboratórios, biblioteca, auditório, sala polivalente, cozinha, refeitório, entre outros espaços exigidos nos termos da legislação e necessários ao desenvolvimento das diferentes actividades.

Outros investimentos nos equipamentos escolares

Para além deste grande investimento público na área da educação em Cabeceiras de Basto, uma nova Escola Básica dos 2º e 3º ciclos no Campo do Seco, decorrem outros investimentos como o Centro Escolar de Refojos, já em adiantado estado de construção, o Centro Escolar do Arco de Baúlhe, em fase de concurso e a transformação da actual EB 1 de Refojos em novo Centro Escolar, em fase de desenvolvimento do projecto, que vão dotar o concelho de infra-estruturas modernas e de grande qualidade que muito contribuirão para o sucesso do ensino já que apresentam soluções que muito beneficiarão a actividade lectiva.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.