Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 23-02-2009

SECÇÃO: Informação

Museu das Terras de Basto apresenta «…e a viagem começou!» - II

O Museu das Terras de Basto, no Arco de Baúlhe, tem patente ao público de 14 de Fevereiro até ao próximo dia 9 de Abril de 2009, uma exposição de fotografias subordinada ao tema «…e a viagem começou! – II».
Trata-se de uma colectânea de 71 fotografias, a cores e a preto e branco, que se traduz na segunda parte de uma colecção de imagens organizada pela Associação dos Amigos do Museu Ferroviário em parceria com a Câmara Municipal do Entroncamento (2006), versando a tracção ferroviária em Portugal ao longo de 150 anos.
Os trabalhos expostos apresentam um País em movimento com a introdução da Automotora e um conjunto de unidades de material circulante, com a função primordial de transportar passageiros ao longo de uma carreira regular. Por outro lado, e tendo em conta as diversas formas como as Automotoras podem ser classificadas, de que resultam diferentes siglas, os visitantes terão acesso a um Roteiro de Apoio à Exposição, elaborado com o objectivo de facilitar ao visitante a leitura da linguagem ferroviária.
Importa, nesta abordagem mais visual da evolução dos veículos ferroviários, ter presente os custos de funcionamento, mais baratos com a electrificação do que com o diesel, com maior capacidade de aceleração e de travagem e de segurança.

Uma exposição marcada pela evolução das máquinas
Uma exposição marcada pela evolução das máquinas
“Esta exposição traz-nos até 2005. Estamos em pleno séc. XXI. A pesar de já não haver fumo a indicar que vem o comboio, este permanece na nossa história, como factor de desenvolvimento, aproximação de pessoas, terras, potencialidades e desenvolvimento, agora com outros meios. A alta velocidade vem aí para unir o País à Europa a que sempre pertenceu”.
Trata-se por isso de uma selecção de imagens, com a qual se pretende homenagear este meio de transporte, que abre ao público no Espaço «Viajar, Viajar», daquele Museu.

Poesia, música e flores foram distribuidos no dia da abertura

A exposição abriu ao público no 14 de Fevereiro, data em que se assinalou também o dia dos namorados. Para marcar a efeméride, o Museu das Terras de Basto, além da visita à exposição fotográfica, distribuiu a todos os visitantes, poemas e flores (camélias) ao som de música romântica que ecoou em toda a estação.
De referir ainda que esta exposição pode ser visitada de Terça-feira a Domingo, das 9h00m às 12h30m e das 14h00m às 17h30m, em Arco de Baúlhe.



© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.